1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Alemanha espera crescimento "mínimo" em 2013, diz jornal

De acordo com o diário especializada em finanças "Handelsblatt", o governo prevê crescimento de apenas 0,5% para a economia alemã este ano. Mercado de trabalho deve continuar estável.

Um relatório econômico divulgado pelo jornal alemão especializado em finanças Handelsblatt prevê um crescimento de apenas 0,5% para a Alemanha em 2013. O ministro da Economia, Philipp Rösler, informou à publicação que vai se pronunciar oficialmente sobre o assunto nesta quarta-feira (16/01).

A expectativa do governo, segundo a reportagem, é de que o crescimento seja pequeno nos primeiros meses. A partir da metade do ano, os números podem melhorar. O último trimestre deve fechar com um PIB de 1,25 pontos percentuais a mais do que no quarto trimestre de 2012, que registrou queda de 0,5%. No acumulado do ano, o Produto Interno Bruto (PIB) alemão cresceu 0,7% na comparação com 2011.

Ainda de acordo com o Handelsblatt, no mercado de trabalho não vai haver grandes mudanças. Devem ser abertas 15 mil novas vagas de emprego. O desemprego de 2013 ficará no mesmo nível de 2012, quando cerca de 60 mil pessoas foram dispensadas. Em 2012, a Alemanha tinha 2,9 milhões de homens e mulheres sem emprego. Ou seja, 6,8% da população.

O jornal também noticiou que há uma ressalva nas estatísticas. Tudo deve ocorrer da forma como as previsões indicam se a crise na Europa não evoluir negativamente. "A dívida de alguns países da zona do euro é o nosso maior risco", afirmou Rösler.

MC/dpa/afp/rtr
Revisão: Francis França