Alemanha divulga lista definitiva para a Copa: Andreas Beck é cortado | Fique informado sobre tudo o que acontece na Copa do Mundo | DW | 02.06.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Alemanha divulga lista definitiva para a Copa: Andreas Beck é cortado

O defensor do Hoffenheim foi dispensado pelo técnico Joachim Löw e ficou fora da lista dos 23 jogadores que vão à África do Sul. A preparação alemã para a Copa do Mundo foi marcada por muitas contusões.

default

Beck em campo no amistoso contra a Hungria

Foi com aplausos que o grupo de jogadores da seleção alemã se despediu de Andreas Beck na noite desta terça-feira (1º de junho). O defensor do Hoffenheim foi cortado pelo técnico Joachim Löw para que o time chegasse ao número de 23 atletas inscritos na Copa do Mundo.

A escolha já era esperada. Beck fez uma Bundesliga apenas regular, ainda é um jogador inexperiente – tem 23 anos e sete partidas pela seleção – e há outras boas opções para a lateral-direita: Jérome Boateng e o capitão Philipp Lahm.

“Não foi uma decisão fácil”

Deutschland Fußball WM 2010 Joachim Löw Pressekonferenz in in Eppan

Joachim Löw: 'Só podemos levar 23 jogadores'

Beck recebeu do treinador a garantia de que, caso algum dos outros defensores se machuque, ele será convocado novamente. Löw mostrou que compreende o que o atleta está sentindo agora e elogiou muito o jovem jogador, que poderá ter mais chances na seleção no futuro.

“Claro que é decepcionante para ele. Para nós, também não foi uma decisão fácil, porque nestas três semanas ele se dedicou muito e se comportou de maneira correta, com espírito de equipe. Isto torna a decisão ainda mais dura. Mas só podemos levar 23 jogadores e acho que temos opções suficientes para a defesa”, justificou-se o técnico.

Vice-capitão do time, Bastian Schweinsteiger vê o corte com naturalidade e acha que Beck deve encarar o período de três semanas em que treinou com o grupo como uma experiência positiva.

“O mundo não vai acabar. Muitos jogadores gostariam de estar na seleção. Eu acredito que isto sirva como um estímulo para suas próximas empreitadas”, opinou o meia do Bayern de Munique.

Michael Ballack

Ausência de Michael Ballack será a mais sentida

Histórico de contusões

No início do mês de maio, Löw tinha convocado 27 jogadores para um período de treinos, para, no final do mês, escolher os 23 que viajam à África do Sul. Durante o mês, no entanto, três atletas se machucaram, reduzindo as opções do treinador: o zagueiro Heiko Westermann e os meias Christian Träsch e Michael Ballack – que seria o capitão.

Antes mesmo da primeira convocação, aliás, a Alemanha já vinha sofrendo com as contusões. O goleiro René Adler e o meia Simon Rolfes eram nomes certos para a Copa, mas se machucaram durante o primeiro semestre.

Último amistoso

Depois de passar 21 dias na Itália, a seleção volta à Alemanha nesta quarta-feira (02/06). Na quinta, o time joga em Frankfurt um amistoso contra a Bósnia-Herzegovina. No dia 6 de junho, a delegação parte rumo à África do Sul e o primeiro desafio na Copa do Mundo será contra a Austrália, no dia 13.

“É uma partida muito importante. A estreia na Copa do Mundo está chegando, é claro que é importante testar a formação e observar certos jogadores. E, além disso, é importante causar certo alvoroço em nossa torcida, jogando em casa”, disse Oliver Bierhoff, gerente da seleção, sobre o amistoso.

A lista definitiva de Löw:


Goleiros – Manuel Neuer (Schalke 04), Tim Wiese (Werder Bremen) e Jörg Butt (Bayern de Munique).

Defensores – Marcell Jansen (Hamburgo), Arne Friedrich (Hertha Berlim), Dennis Aogo (Hamburgo), Serdar Tasci (Stuttgart), Holger Badstuber (Bayern de Munique), Philipp Lahm (Bayern de Munique), Per Mertesacker (Werder Bremen) e Jérome Boateng (Hamburgo).

Meio-campistas: Sami Khedira (Stuttgart), Bastian Schweinsteiger (Bayern de Munique), Mesut Özil (Werder Bremen), Piotr Trochowski (Hamburgo), Toni Kroos (Bayer Leverkusen) e Marko Marin (Werder Bremen).

Atacantes: Stefan Kiessling (Bayer Leverkusen), Lukas Podolski (Colônia), Miroslav Klose (Bayern de Munique). Thomas Müller (Bayern de Munique), Cacau (Stuttgart) e Mario Gomez (Bayern de Munique).

TM/dw/dpa
Revisão: Rodrigo Rimon

Leia mais