1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Alemanha deteve suspeito de ligação com ataques de Paris

Em 5 de novembro, um montenegrino foi preso na Baviera com armas e explosivos escondidos no carro. Há provas de que ele queria ir para a França.

Segundo informações da emissora alemã Bayerischer Rundfunk publicadas neste sábado (14/11), investigadores da polícia alemã prenderam na semana passada um homem de Montenegro que poderia ter ligações com os ataques de Paris.

Em 5 de novembro, um homem de 51 anos foi parado por policiais perto de Bad Feilnbach, na rodovia que liga Salzburgo, na Áustria, a Munique. No veículo foi encontrado um esconderijo com várias pistolas, revólveres, munição, metralhadoras e alguns quilogramas de explosivos. Segundo os investigadores, o homem transportava oito fuzis Kalashnikov, duas pistolas, um revólver, duas granadas de mão e 200 gramas de TNT.

"Se alguém está transportando vários fuzis Kalashnikov, várias granadas de mão e explosivos, esta pessoa pode pertencer ao mundo da criminalidade pesada. A suspeita, no entanto, é de que ele tinha intenções terroristas, podendo ser alguém que forneça armamento para terroristas", disse o secretário do Interior da Baviera, Joachim Herrmann.

Há a suspeita de que o homem estava seguindo viagem para a França. "Com base nos dados do sistema de navegação e do telefone celular do homem há fortes evidências de que ele estava indo para a França", completou Herrmann. Autoridades emitiram uma ordem de prisão contra o montenegrino.

Diante dos ataques em Paris, o governador da Baviera, Horst Seehofer, pleiteou um reforço dos controles fronteiriços da União Europeia (UE) e das fronteiras da Alemanha. "Precisamos urgentemente voltar a ter clareza sobre quem está entrando em nosso país, sobre quem dirige em nosso país e sobre quem quer ficar em nosso país", disse Seehofer, num congresso da União Democrata Cristã (CDU), na Saxônia.

Com o comentário, o governador bávaro se referiu à detenção realizada na semana passada. "Nós efetuamos uma detenção graças a uma investigação policial, onde há sinais razoáveis para supor que ela possivelmente está relacionada com o assunto [ataques em Paris]", disse Seehofer.

Autoridades do Landeskriminalamt (LKA, a agência estadual de investigações) da Baviera, porém, classificaram a ligação da prisão do homem com os ataques na França de "pura especulação". Segundo um porta-voz do LKA da Baviera, "contrabando de armas é um negócio corriqueiro".

PV/dpa/ots

Leia mais