1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Alemanha desperdiça um terço de sua comida

Alemães jogam fora mais de 18 milhões de toneladas por ano, o que equivale a 313 quilos por segundo, diz estudo da ONG WWF. Entidade pede campanha para conscientizar indústria e consumidores do país.

A Alemanha joga fora mais de 18 milhões de toneladas de alimentos por ano, de acordo com um estudo da ONG ambientalista WWF, apresentado nesta quinta-feira (18/06) em Berlim. Ativistas pedem uma iniciativa para incentivar consumidores e indústria do país a combater o desperdício.

O relatório, intitulado The Big Throw Away (o grande desperdício), afirma que, enquanto quase 1 bilhão de pessoas sofrem de fome no mundo, a Alemanha está jogando fora, em média, 313 quilos de alimentos a cada segundo, o que corresponde a jogar no lixo quase um terço dos alimentos do país.

A WWF lançou uma petição reivindicando que o governo alemão lance uma campanha nacional para reduzir o desperdício em 50% nos próximos anos. A especialista em agricultura da WWF Tanja Dräger de Teran afirmou que o plano de ação visaria atingir não só o consumidor, mas também administradores de supermercados e de estabelecimentos gastronômicos.

"O plano de ação deve fazer um apelo claro para as empresas", ressalta Dräger de Teran, acrescentando que sanções poderiam ser previstas, para impedir companhias de desperdiçar comida.

No texto, peritos chegam à conclusão de que grande parte do desperdício de alimentos pode ser evitada na Alemanha "através de uma melhor gestão de toda a cadeia de valor, estratégias de marketing mais sustentáveis e mudança de hábitos de consumo".

Aparência

Cerca de 90% do lixo proveniente de alimentos do país poderiam ser reduzidos, por exemplo, através de um melhor gerenciamento em supermercados. Outro milhão de toneladas também poderia deixar de ser jogado fora em restaurantes alemães e lanchonetes.

"Muitos alimentos são jogados fora apenas porque não têm aparência agradável", lamentou Christoph Heinrich, do escritório alemão da WWF, afirmando que o prazo de validade não necessariamente deve definir se um alimento deve ir para a mesa ou para o lixo. "A prevenção do desperdício de alimentos deve ser colocada urgentemente na agenda política, a fim de promover a proteção do clima e proteger terras aráveis", apelou.

Em resposta ao estudo, Nicole Maisch, porta-voz do Partido Verde para defesa do consumidor, pediu ao governo alemão que tome medidas contra o desperdício de alimentos. "Sessenta por cento dos resíduos são gerados não em casas privadas, mas no processamento, no comércio e no setor de gastronomia", frisou.

MD/kna/epd

Leia mais