1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Alemanha cancela negócio milionário com a Rússia no setor de armamentos

Acordo previa construção de centro de treinamento para 30 mil soldados russos por empresa alemã. Revogação de licença vai além do novo pacote de sanções da UE, que não prevê cancelamento de negócios já firmados.

default

Trabalhadores da Rheinmetall montam tanque de guerra

Na esteira do novo pacote de sanções contra Moscou, o governo alemão cancelou de forma definitiva um acordo no setor de armamentos com a Rússia. A revogação do negócio com a fabricante de armas Rheinmetall foi revelada nesta segunda-feira (04/08) pelo jornal Süddeutsche Zeitung.

Segundo uma porta-voz do Ministério da Economia e Energia, o governo decidiu anular uma das licenças para a construção de um centro de treinamento de soldados, que havia sido concedida pela admnistração federal anterior. A estrutura seria erguida na cidade de Mulino, a leste de Moscou, e repassada ao Exército russo ainda neste ano.

O negócio já havia sido cancelado temporariamente pelo ministro da Economia e da Energia alemão, Sigmar Gabriel (SPD) em março, como uma reação à crise na Crimeia.

A revogação definitiva vai além do pacote de sanções impostas à Rússia na semana passada – que, embora preveja a moratória de negócios de armamentos, não estipula o encerramento daqueles já firmados.

Centros como o que a Rheinmetall planejava construir em Mulino podem treinar até 30 mil soldados por ano, com a ajuda de instrumentos de simulação tecnologicamente avançados.

O negócio é estimado em cerca de 100 milhões de euros (cerca de 300 milhões de reais). À empresa alemã, com sede em Düsseldorf, resta agora entrar na Justiça contra a decisão.

IP/dpa/rtr

Leia mais