1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Alemanha apóia a reestruturação acadêmica no Afeganistão

Situação do ensino superior no Afeganistão é tema de seminário promovido em Berlim.

default

Muitas mulheres foram fazer vestibular na reabertura da Universidade de Mazar-e-Sharif

O professor Akbar Popal, reitor da Universidade de Cabul, participou do encontro na capital alemã e relatou sobre a situação. Segundo ele, há muitos aspectos positivos, e desde a reabertura da universidade, uma porção considerável de trabalho foi feita e vários projetos estão no rumo certo.

Ao todo, 14 faculdades já estão em funcionamento, com 56 departamentos, abrindo assim campo de trabalho para 400 docentes, que retornaram ao ensino. A biblioteca universitária já recebeu cerca de 30 mil livros e mais de 100 computadores. Por outro lado, existem muitos obstáculos a serem vencidos em razão da difícil situação em que o país se encontra.

Após décadas de guerra, com seus reflexos econômicos e culturais, a reabertura da universidade representa novas perspectivas. As mulheres, antes impedidas pelo regime talibã de estudar, já estão de volta às salas de aula. Mas as deficiências ainda são enormes. Um exemplo é a falta de moradias: cerca de 90% dos estudantes precisam ficar alojados na própria universidade.

Importância das novas tecnologias

Em setembro, 19 docentes da Universidade de Cabul virão participar de um curso oferecido pela Universidade Técnica (TU) de Berlim para se familiarizar com a internet e computadores. Por outro lado, funcionários da TU de Berlim visitarão futuramente a capital do Afeganistão com o intuito de oferecer apoio tecnológico.

O professor Bernd Mahr, do Instituto de Telecomunicações da TU de Berlim, ressalta a importância dessas medidas: "Trata-se de criar empregos para os estudantes, de a administração e as próprias faculdades adquirir experiência com computadores, redes e a internet, e se criar estruturas para agilizar o trabalho com ajuda do computador. Se isto não acontecer, o fosso entre os países desenvolvidos e os subdesenvolvidos aumentará ainda mais, e isto deve ser impedido."

Fomento ao trabalho sócio-político

A Fundação Konrad Adenauer, por sua vez, oferece ajuda para a construção de um centro nacional de pesquisas políticas, que será fixado na Universidade de Cabul, sendo porém independente dela. Ficará à disposição de professores de diferentes faculdades que se ocupam de questões políticas.

Sua primeira tarefa será o levantamento de dados para a pesquisa sócio-política, até hoje nunca realizada no Afeganistão, bem como a capacitação de pessoal.

O mais importante, porém, ressalta Lars Hänsel, da Fundação Konrad Adenauer, será um trabalho de assessoria política a ser prestado às comissões instituídas pela Loya Jirga, a assembléia nacional de chefes de tribos, a única instância reconhecida por todos os grupos étnicos e religiosos do Afeganistão.

Links externos