1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Alemanha ajuda Moçambique na prevenção de inundações

Medidas de prevenção de enchentes são feitas com apoio do governo da Alemanha. Quase mil pessoas morreram durante a época das chuvas nos últimos dois anos.

default

Família tenta escapar durante a cheia do ano passado

Depois das catastróficas inundações dos últimos dois anos, Moçambique pretende estar melhor preparado para socorrer a população durante as cheias. Em todas as regiões de Moçambique sujeitas a inundações estão sendo instalados depósitos de medicamentos e alimentos, assim como alternativas de transporte e comunicação.

O governo da Alemanha vai ajudar o Instituto Moçambicano de Gerenciamento de Catástrofes com uma verba de 1,2 milhão de euros (2,5 milhões de reais). O apoio vai dar maior respaldo para o órgão combater uma eventual catástrofe. "Ano retrasado, foi como mandar um bebê para uma maratona", disse Torsten Wegner, que liderou os trabalhos da Cruz Vermelha alemã em 2000.

O combate às enchentes foi mais eficiente em 2001, o que não impediu numerosas mortes. No ano passado, 75 organizações de ajuda humanitária estiveram presentes em Moçambique no combate às cheias. Para Wegner, a experiência serviu para que este ano, o tempo, o dinheiro e a força de trabalho sejam melhor aproveitados.

A Sociedade Alemã de Cooperação Técnica (GTZ) construiu sistemas de alarme para as regiões de maior risco, ligados à um serviço de informações meteorológicas, que decidem sobre o seu acionamento.

As escolas e postos de saúde foram reconstruídos de forma mais resistente, em lugares mais altos do que o convencional, para poderem servir também de alojamento aos desabrigados.

Apesar dos prognósticos contrários a novas catástrofes em Moçambique este ano, os primeiros rios já começaram a transbordar no país vizinho Malauí.

Links externos