Alemanha acelera aprovação de missão antipirataria na Somália | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 19.11.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Alemanha acelera aprovação de missão antipirataria na Somália

Bundestag deve aprovar em dezembro participação alemã na missão européia Atalanta, que patrulhará as águas do Chifre da África e protegerá embarcações dos ataques de piratas. Fragata Karlsruhe participará das operações.

default

Petroleiro saudita Sirius Star, carregado com 2 milhões de barris de petróleo, foi seqüestrado

Após novos seqüestros de navios por piratas na costa da Somália, o governo alemão acelerou o processo de participação da Marinha alemã na missão européia de combate à pirataria na região do Chifre da África. O Ministério da Defesa disse nesta quarta-feira (19/11) esperar que o Bundestag (câmara baixa do Parlamento alemão) aprove a missão ainda em dezembro.

A missão da União Européia (UE), cujo mandato já está aprovado, será composta de no mínimo cinco navios e vários aviões de reconhecimento. A UE espera que os militares iniciem o patrulhamento ainda em dezembro. A Alemanha participará com a fragata Karlsruhe, que já está na região participando de uma missão da Otan.

Segundo o jornal Die Welt, os quatro ministérios envolvidos na ação (Defesa, Relações Exteriores, Interior e Justiça) chegaram a um consenso sobre os pontos pendentes para a aprovação da missão alemã. O principal era se soldados poderiam exercer funções de polícia, como por exemplo prender piratas. De acordo com o jornal, ficou acertado que, se necessário, um representante da Polícia Federal participará da missão.

Esta semana, a fragata Karlsruhe já auxiliou no combate à pirataria na costa da Somália, segundo a Marinha alemã. Nesta terça-feira, a tripulação recebeu um chamado de um navio inglês que estava sendo atacado por piratas. Um helicóptero com soldados armados foi enviado para prestar socorro, e os piratas fugiram.

Também na segunda-feira um helicóptero da fragata Karlsruhe afugentou piratas, desta vez protegendo um navio etíope diante da costa do Iêmen.

A missão européia no Chifre da África, chamada Atalanta, deverá iniciar suas operações em dezembro e substituir a atual missão da Otan. A aliança militar tem quatro navios patrulhando as águas da região, dois deles protegendo embarcações da ONU que levam comida a refugiados na Somália.

Nesta quarta-feira, um navio de guerra indiano afundou um navio de piratas no Golfo de Aden. No sábado passado, o petroleiro saudita Sirius Star, com 25 tripulantes e 2 milhões de barris de petróleo, foi seqüestrado pelos piratas.

Leia mais