1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Alemanha é exemplo de reaproveitamento de lixo

Os alemães colaboram na reciclagem de materiais, separando embalagens. A coleta é realizada por uma empresa privada que vende licenças às empresas. O sistema alemão já foi copiado em 15 países europeus.

default

Crianças mostram potinhos de iogurte que serão reciclados

Há 11 anos os alemães participam de um eficiente sistema de separação de lixo, colocando de lado todo tipo de material que possa ser reciclado, desde garrafas de vidro e plástico até jornais, revistas, latas e embalagens várias. A organização deste ciclo, que nasce quando uma embalagem é fabricada e termina quando ela volta em forma de matéria-prima secundária, é a tarefa da Duale System Deutschland AG, que apresentou nesta sexta-feira, seu balancete anual.

Como funciona o sistema

A empresa alemã de reciclagem Duale System é uma companhia privada, sem fins lucrativos, fundada em 1990 e responsável pelo reaproveitamento das embalagens recicláveis. Seu trabalho se baseia no decreto de 12 de junho de 1991, que obriga o comércio e a indústria a reaproveitarem embalagens utilizadas, com o intuito de diminuir o montante de lixo, um dos grandes problemas das metrópoles e da sociedade de consumo.

Através da venda de licenças, a Duale System oferece o serviço de coleta e transporte de materiais recicláveis a mais de 19 mil clientes. A empresa que paga o serviço pode ostentar o Grüne Punkt (ponto verde) no seu pacote de leite, suco ou lata de cerveja.

A Duale System terceiriza a coleta e separação dos materiais. Geralmente são as mesmas que se encarregam do lixo geral da população, daí o nome de "sistema dual". As mesmas empresas, muitas delas municipais, participam das duas vias: a eliminação ou incineração do lixo normal e a coleta separada, para reciclagem. Há latas de lixo especiais, de cor amarela, para as embalagens de plástico ou materiais mistos, por exemplo. Além disso, inúmeros contêineres são encontrados em praticamente todos os bairros das cidades.

Maior reciclagem e menor volume de embalagens

Após problemas iniciais o sistema dual acabou atingindo a quota de reciclagem de materiais estipulada pelo decreto: nesse meio tempo, 50% das embalagens são reaproveitadas no ciclo de produção. Segundo informou a empresa, ao apresentar seu balanço, a introdução do sistema levou a uma redução do montante de embalagens na Alemanha. O volume caiu de 95 quilos por habitante e ano, em 1991, para 82 quilos, em 1999.

Na Holanda, por exemplo, houve um aumento de 20% do volume de embalagens no mesmo período. Mas não é apenas na comparação com outros países que a Alemanha faz boa figura: a diminuição ocorreu apesar das taxas de crescimento econômico na década de 90. O sistema dual acabou fazendo escola e sendo adotado por mais 15 países europeus.

O balanço apresentado revela uma nova redução dos custos em 2001, que significou uma economia de 130 milhões de euros para as empresas filiadas. A maior eficiência se deve a tecnologias mais aperfeiçoadas para a seleção e o aproveitamento dos materiais.