Alemães testam viabilidade de carro elétrico no dia-a-dia | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 05.01.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Alemães testam viabilidade de carro elétrico no dia-a-dia

Carros elétricos realmente poderão circular algum dia no tráfego diário? Especialistas alemães iniciaram um projeto-piloto em grande escala para testar a viabilidade da chamada eletromobilidade no trânsito cotidiano.

default

Carro elétrico apresentado na Feira Industrial de Hannover em 2009

O experimento lançado na segunda-feira (04/01) pela Universidade de Duisburg-Essen promete ser realmente especial. Até o final de 2011, seus cientistas investigarão, através de um teste em ampla escala, todos os possíveis problemas em torno do uso de carros elétricos.

Teste se ampliará para todo o país

À primeira vista, parece apenas um pequeno projeto regional. Ele envolve 25 carros de passeio e caminhonetes movidos a eletricidade, que circularão na região de Colônia durante os próximos dois anos. As informações, colhidas primeiramente no estado da Renânia do Norte-Vestfália e, mais tarde, em toda a Alemanha, serão processadas por computador. Através da simulação, os 25 carros de teste reais representarão cerca de 20 mil veículos virtuais.

Deutschland Opel Ferdinand Dudenhöffer

Ferdinand Dudenhöffer coordena o projeto

"O especial neste projeto-piloto é que analisamos a mobilidade elétrica como um todo, em cooperação com a indústria", diz o diretor do projeto, Ferdinand Dudenhöffer, especialista em automóveis e professor na Universidade de Duisburg-Essen. Um total de mais de 50 cientistas de 15 disciplinas universitárias participam do experimento.

A pesquisa, portanto, não é realizada por empresas automotivas e sim por cientistas. O fabricante de automóveis Ford e o fornecedor regional de energia elétrica RheinEnergie, de Colônia, participam apenas como parceiros do setor industrial. Ao contrário dos testes realizados até o momento, o foco principal não é a tecnologia automobilística.

Desenvolvimento do carro é só um detalhe

"Os veículos elétricos em si são, na nossa avaliação, a parte mais simples", diz Dudenhöffer. Os maiores problemas estão na tecnologia das baterias, na questão de como poderão ser projetados postos de abastecimento e também nas condições de segurança a serem envolvidas.

"Estamos investigando também quais as consequências da movimentação silenciosa dos carros elétricos para pedestres e ciclistas ou, na área de segurança, como os bombeiros, por exemplo, devem lidar com um carro elétrico em uma situação de incêndio."

Mesmo que apenas 25 carros estejam circulando nas ruas, o teste prático desempenha um papel chave nessa experiência. "Precisamos, sem dúvida, do teste de rua, para poder reproduzir o comportamento e as características do veículo no trânsito na região de Colônia. Aí, então, poderemos projetar essa informação para todo o estado de Renânia do Norte-Vestfália", explica o especialista em automóveis.

Longo caminho até a reta final

Das Kölner Rheinufer bei Nacht Kölner Dom p178

Teste é realizado na cidade e região metropolitana de Colônia

Até os carros elétricos realmente invadirem o trânsito alemão, deverá demorar um tanto. "Com certeza, até porque as coisas ainda estão em fase de desenvolvimento", confirma Dudenhöffer. O maior entrave ainda são as baterias. Atualmente, uma bateria com capacidade para 150 quilômetros para um carro compacto custa cerca de 8 mil euros, valor considerado alto para o mercado.

E, além disso, também há o problema de como eletricidade para o veículo será tributada. "Se pudermos resolver esses problemas, temos certeza de que a eletromobilidade irá se estabelecer passo a passo até o ano de 2015. Especialmente nas grandes cidades, em áreas urbanas, onde essa tecnologia é predestinada para solucionar muitos problemas que temos hoje com o automóvel."

Tudo depende da aceitação que os carros elétricos terão junto ao consumidor. Também essa faceta deve ser investigada no experimento. O cronograma traçado pelos especialistas para o projeto mostra quanto ainda deve demorar até os carros elétricos chegarem às concessionárias: até o final de 2011 serão coletadas as informações do estado de Renânia do Norte-Vestfália. Só então, os investigadores planejam simular o emprego de carros elétricos no país inteiro.

Autor: Frank Wörner (md)
Revisão: Augusto Valente

Leia mais