1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Alemães tentam a sorte no exterior

A cada ano, milhares de alemães deixam o país em busca de melhores perspectivas profissionais. A central de agenciamento de mão-de-obra para o exterior, ZAV, contribui para a realização deste sonho.

default

Em busca de um futuro melhor

Cerca de 110 mil alemães saem do país todos os anos para trabalhar, pelo menos temporariamente, no exterior, segundo o Departamento Federal de Estatísticas. A central de agenciamento de mão-de-obra para o exterior, ZAV, desempenha um importante papel na intermediação de um posto de trabalho além-fronteiras.

Somente no ano passado, a ZAV ajudou mais de 6500 alemães a encontrar colocação no exterior. Em contrapartida, colaborou para que mais de 12 mil estrangeiros viessem para a Alemanha trabalhar.

Foi-se o tempo em que apenas a mão-de-obra altamente qualificada tinha alguma chance de conseguir um emprego através da ZAV. Hoje, a lista inclui pedreiros a enfermeiros e outros profissionais de nível médio.

A maioria das ofertas, convém ressaltar, é por tempo limitado. Os requisitos básicos são flexibilidade, coragem para aceitar novos desafios, engajamento, experiência profissional e também conhecimento do idioma.

Maior interesse pelo estrangeiro

Nos últimos anos, a busca por um trabalho no exterior tem se intensificado. A dificuldade em conseguir um emprego na Alemanha justifica esta tendência, embora não seja o único motivo, esclareceu Monika Varnhagen, diretora da ZAV. Ela apontou ainda o desejo dos jovens de enriquecer o currículo com uma experiência no exterior e a abertura do mercado de trabalho na União Européia que permitiu maior intercâmbio. Um alemão não terá que enfrentar maiores dificuldades burocráticas para assumir um posto de trabalho na Itália, por exemplo.

A atuação da ZAV não se restringe ao continente europeu. Nos últimos dez anos, intermediou trabalho para cerca de 60 mil alemães nos quatro cantos do mundo. A agência, inclusive, promove campanhas especiais, como a que procurou professores de alemão para trabalhar no estado americano do Texas.

American Dream

O Canadá é um dos destinos mais cobiçados, especialmente pelos recém formados e jovens que sonham em fazer um estágio em outro continente. Para este grupo, a ZAV criou o y oung workers exchange programm.

"Naturalmente que o interesse é grande. São muitos os que querem ir para o Canadá ou Estados Unidos, embora a oferta seja relativamente escassa. Através deste programa divulgamos outras ofertas de emprego", revelou Sabine Seidler, porta-voz da ZAV.

Empurrãzinho

O domínio do idioma é condição essencial na corrida para conseguir um emprego no exterior. Caso contrário, de nada adianta ter um belo currículo sem o conhecimento da língua do país que busca mão-de-obra.

Neste sentido, os departamentos de trabalho da Alemanha dispõem de verba para financiar um curso de idioma e, de quebra, ainda colaboram com a mudança.

Leia mais