1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Alemães preparam assembléia geral afegã

Milenar conselho tribal Loya Jirga, com 1.500 participantes, elegerá o governo de transição do Afeganistão.

Onze especialistas da Agência Alemã de Cooperação Técnica (GTZ) viajaram, nesta quarta-feira (02), para o Afeganistão a fim de preparar a tradicional reunião do conselho tribal afegão, chamada Loya Jirga. A GTZ foi encarregada de criar a infra-estrutura física para a realização do encontro, marcado para o período de 5 a 16 de junho próximo, com a participação prevista de 1.500 líderes de grupos étnicos e religiosos do país.

A última Loya Jirga aconteceu há 25 anos. A reunião do milenar conselho de chefes de tribo é o único processo político aceito por todas as facções afegãs para a escolha de um governo com ampla base social. A GTZ vai coordenar as obras de recuperação do edifício do Instituto Politécnico da Universidade de Kabul, que sediará o encontro. Além disso, será reconstruída uma moradia estudantil, destinada à hospedagem dos participantes.

Acordo de Bonn - Segundo o chefe da missão da GTZ, Andreas von Schumann, o maior problema é conseguir concluir as obras até junho. "O planejamento e a execução devem ocorrer quase paralelamente", disse. O Ministério alemão da Defesa apóia a Loya Jirga com recursos no valor de U$ 3 milhões.

A convocação de uma Loya Jirga de emergência baseia-se no acordo assinado entre os líderes das facções afegãs, no final do ano passado, em Bonn, que levou à criação do governo interino, depois da destituição do regime Talibã. O acordo prevê que "a Loya Jirga de emergência deve decidir sobre uma Autoridade de Transição, incluindo uma administração interina de ampla base, para liderar o Afeganistão até que um governo totalmente representativo possa ser eleito em pleitos livres e justos - que serão realizados em não mais do que dois anos da data de convocação da Loya Jirga de emergência".

Links externos