1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Alemães participam de mostra de arte contemporânea em São Paulo

Mostra SESC de Artes 2012 reflete sobre arte no contexto contemporâneo através de mais de 70 atrações brasileiras e internacionais nas áreas das artes visuais, teatro, dança, música, literatura, cinema e cultura digital.

Atrair a perspectiva do público para novos espaços é o desafio da Mostra SESC de Artes 2012, que traz a São Paulo a arte contemporânea produzida no país e no exterior. 

O evento acontece nas unidades do SESC espalhadas pela capital paulista e em diversos espaços públicos da cidade, incentivando a inclusão participativa no mundo da arte contemporânea. A curadoria buscou representar como o tradicional se traduz no contexto contemporâneo.

A programação pretende estimular indefinições, pausas e rupturas no dia a dia em relação a nossos costumes e convivências. Como na performance Glass, do duo alemão Incite. Eles fazem a ponte entre o mundo clubber e artístico com suas performances audiovisuais ao vivo. Em seu mais recente trabalho, eles apresentam experimentos entre micro e macroescalas.

Deutschland Berliner Festspiele Theatertreffen 2012 Before Your Very Eyes

O Grupo Gob Squad volta ao Brasil com o espetáculo "Revolution Now!"

Desaparecer na própria identidade

O experimentalismo também é o que guia o espetáculo Tim Acy, da coreógrafa alemã Antje Pfundtner. "Queria criar um show solo, no qual eu não fosse a figura central do espetáculo. Tim Acy é o meu alter-ego", declarou artista à DW Brasil. Cheio de autoironia e buscando humor nas pequenas tragédias da vida, o espetáculo é um reflexo do comportamento humano.

Através da repetição do questionamento óbvio sobre a própria identidade, ela procura "desaparecer e deixar outra pessoa terminar o espetáculo". Tim Acy marca a volta da coreógrafa aos shows solo, desde o sucesso de eigenSinn, que a projetou internacionalmente em 2003. "É a melhor forma para digerir minha reflexão artística de maneira mais íntima e pessoal", disse Antje.  

O espetáculo também busca diferentes maneiras de contar uma história, de alterar o mecanismo cênico e dar vida a objetos inanimados no palco. "Crio uma espécie de conspiração e parceria com a plateia. Isso faz com que eu me envolva ainda mais em meu próprio mundo e me ajuda a ir mais fundo em minha própria identidade".

TIM ACY 9. Tanzplattform Deutschland

A coreografa Antje Pfundtner em seu espetáculo solo "Tim Acy"

 

Essa é a terceira visita da coreógrafa ao Brasil. "Já me apresentei em Salvador e no Rio de Janeiro. Amo estar no país e sempre me divirto muito com os brasileiros", declarou a alemã.

Cotidiano como obra de arte

Outra companhia que volta ao Brasil é a anglo-alemã Gob Squad. "Estivemos no país pela primeira vez em 2006. Foi uma experiência muito renovadora e inspiradora", declarou o integrante do grupo Simon Will. "São Paulo é um dos espaços urbanos mais loucos do planeta. É uma rede de concreto que não faz sentido aos olhos europeus. Há tanto a ser descoberto nessa paisagem formada pela mente das pessoas".

Além de espaços convencionais, o grupo também se apresenta em locais como estações de trem e escritórios comerciais. "Olhamos para a vida cotidiana como uma obra de arte. Nossos espetáculos usam a linguagem do dia a dia, mas sempre em diálogo com o teatro", disse Simon.

Mostra SESC de Artes 2012

Performance audiovisual do grupo Incite

O espetáculo Revolution Now! é consequência de uma ideia que o grupo teve, de reproduzir cenas do filme russo O Encouraçado Potemkin no teatro Volksbühne em Berlim. O projeto não deu certo, mas a ideia persistiu e se inspirou na Revolução Romena de 1989, onde as pessoas tomaram o controle das transmissões na rede de televisão do governo. "Usamos câmeras para estender a ideia de revolução. O espetáculo é como uma transmissão para o mundo. Causar mudanças é para o Gob Squad algo muito natural e poético".

O grupo também participará de uma conversa com o público sobre a concepção e execução do espetáculo. "Nesses encontros, podemos desmistificar nosso processo de trabalho. Vamos preparar um suco de laranja com vodka para deixar as pessoas mais soltas para falarem sobre Revolution Now!", brincou Simon.

O saxofonista e clarinetista alemão Peter Brötzmann e a dupla Angie Hiesi e Roland Kaiser, com sua mistura de intervenção urbana, dança e teatro, também se apresentam no evento.

A Mostra SESC de Artes 2012 pode ser vista em unidades do SESC em São Paulo até o dia 29 de julho.   

Autor: Marco Sanchez
Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais