1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Alemães ocupam décimo lugar em renda líquida na Europa

O poder aquisitivo dos alemães subiu, em média, 2,5% em 2007, resultando numa renda líquida anual de 18.055 euros por habitante, segundo informa o grupo GfK (Sociedade de Pesquisa de Consumo), em Nurembergue.

default

Cada europeu dispõe, em média, de 12 mil euros por ano para o consumo

De acordo com dados divulgados nesta terça-feira (13/11), a maior economia da Europa continua ocupando o décimo lugar em renda líquida no continente. O ranking é liderado pela Suíça e Liechtenstein, com um poder aquisitivo anual de 27.521 euros, seguidos por Luxemburgo, com 27.395 euros.

Também os habitantes da Noruega, da Irlanda, da Dinamarca, da Islândia, do Reino Unido, da Áustria e da França, em média, dispõem de mais dinheiro do que os da Alemanha.

Segundo o estudo do GfK, os países do Leste Europeu se tornam cada vez mais ricos. O país melhor posicionado nessa região é a Eslovênia, que aparece em 20° lugar, com uma renda média de 8.800 euros. O menor poder aquisitivo foi registrado na Moldávia: 685 euros anuais por habitante.

O grupo GfK inclui nos cálculos da renda líquida anual também benefícios pagos pelo Estado, como o seguro-desemprego, o abolo família, pensões e aposentadorias, mas não considera os níveis dos preços nos respectivos países.

Por isso, um morador de Genebra (Suíça), que dispõe de uma elevada renda, mas tem um custo de vida exorbitante, pode ter um padrão de vida inferior a um morador de Berlim com emprego semelhante.

No total, os europeus dispõem de cerca de oito trilhões de euros por ano para o consumo, o que representa uma média per capita de 12 mil euros, segundo o GfK. (gh)

Leia mais