1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Alemães não economizam com pinheirinho

Cerca de 500 milhões de euros foram gastos neste ano na Alemanha na compra de pinheiros de Natal. Tendência, inclusive, é ter duas árvores natalinas: uma dentro de casa e outra no jardim ou terraço.

default

Pai e filha carregam seu pinheiro para casa

A árvore de Natal tem lugar garantido no coração dos alemães. Calcula-se que 88% dos alemães compraram e enfeitaram pelo menos um pinheiro, colocado na sala para as Festas. A tendência, no entanto, é de um segundo pinheirinho, instalado no jardim ou no terraço.

A indústria madeireira calcula que em 2004 foram comprados 28 milhões de pinheiros no país, um milhão a mais do que no ano passado. Estima, com isso, um movimento de 500 milhões de euros. Apenas 30% das árvores de Natal vendidas na Alemanha vêm do exterior, principalmente da Dinamarca. A grande maioria são pinheiros de florestas nativas, em geral plantados especialmente nos 38 mil hectares reservados para este fim, com uma produção média de 750 pinheiros por hectare.

Comprar online ou derrubar mesmo?

Weihnachtsbaum zum Selbstfällen

Escolher e derrubar o pinheiro, um programa de família

Os pinheiros são oferecidos em muitos locais, seja em lojas de artigos para jardinagem, em pátios de supermercados ou mesmo pela internet. Muitas famílias com crianças, no entanto, preferem derrubar a própria árvore de Natal. Nestas ocasiões, geralmente em final de semana, os produtores organizam uma verdadeira festa em suas propriedades, com direito a Papai Noel e vinho quente.

Engana-se quem pensa que os Estados da Baviera ou Baden-Württemberg, ricos em florestas e bosques, sejam os maiores produtores de pinheiros na Alemanha. Na realidade, o maior produtor é a Renânia do Norte-Vestfália, no oeste do país, seguida pela Baixa Saxônia e por Schleswig-Holstein. O tipo de pinheiro preferido pelos alemães é a Nordmannstanne (Abeto do Cáucaso), que perfaz uma porcentagem de 60% dos pinheirinhos nos lares alemães.

Larápios em ação

Nem todos os pinheiros enfeitados e iluminados que decoram as casas dos alemães foram adquiridos por vias legais. Especula-se que 15% deles tenham sido roubados. O corte dessas árvores ou seu furto em depósitos parece estar se tornando um esporte nacional, advertem os comerciantes.

A situação é tão grave que muitos arboricultores já instalaram câmeras de vídeo em seus bosques. Outros protegem as plantas que ainda não estão prontas para o corte com um líquido especial. Quando expostas à temperatura de 20ºC (ou seja, na sala) começam a exalar um cheiro insuportável, assegurando o arrependimento do larápio.

Tradição secular

Kind schmuckt Weihnachtsbaum

Menina ajuda a enfeitar árvore de Natal

A tradição de enfeitar árvores de Natal remonta a ritos pré-cristãos. Antigamente, era costume manter dentro de casa galhos de plantas com folhas perenes durante o solstício de inverno. A árvore de Natal moderna surgiu na Alemanha e suas primeiras referências datam do século 16. A partir do século 19, a tradição chegou à Inglaterra, França e aos Estados Unidos.

Leia mais

Links externos