1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

ALEMÃES LEVANTAM SUAS BANDEIRAS

A torcida alemã, a seleção brasileira, ciência e religião, parteira e médico, alimentos industrializados e o abate do urso Bruno foram os temas comentados esta semana. Leia aqui!

default

Talvez um dos pontos fortes desta Copa na Alemanha seja a retomada do orgulho de seus símbolos nacionais. E já não era sem tempo, afinal este povo que viu suas cidades arrasadas por uma guerra estúpida e cruel conseguiu reconstruir tudo com muita dignidade. O passado não deve ser esquecido para que não corramos o risco de repeti-lo no futuro. Mas esta geração não deve e não pode deixar de sentir orgulho de suas conquistas. Hoje, creio que a Alemanha é um dos países que mais levam em conta a liberdade de expressão e o respeito aos seus semelhantes.

Sou brasileiro, portanto imparcial neste julgamento. Acredito que com o final da guerra, todos os culpados já foram julgados e receberam suas sentenças. Quem nasceu depois disto não tem porque se envergonhar de algo de que não participou. Assim, além de minha bandeira verde e amarela, vou carregar também uma preta, vermelha e amarelo-dourado, as cores de um país que não se envolveu nos últimos conflitos mundias nem está construindo um muro para separar seu povo de seus vizinhos. Muito pelo contrário, derrubou o seu e procura integrar pessoas de todas as nações. Basta de preconceito, pois a Alemanha um dia foi julgada justamente por tê-los.

Eduardo Olaio

Olá, sou um profundo admirador da cultura alemã, por isso coloquei nas minhas páginas preferidas a DW-WORLD, que me deixa bem atualizado sobre os acontecimentos. Bem, tenho uma opinião quanto à euforia que a Copa do Mundo transborda entre as nações. Primeiro, por que a Alemanha não pode deixar o seu patriotismo fluir como sangue em suas veias? O passado, como a própria palavra diz, já passou, é uma página virada. Ontem assisti ao Jornal Nacional da Rede Globo, e fiquei bastante emocionado quando vi o povo alemão, tão cobrado, tão sofrido por um carrasco débil mental (o satânico Hitler, que graças à Deus era austríaco), comemorando e confraternizando, demonstrando todo o seu amor ao país. Parabéns, alemães, torço para que vocês consigam ser tetracampeões, e digo sem hipocrisia alguma, que teria o maior orgulho de vestir a camisa da seleção alemã e quem sabe um dia, conhecer este país que tanto admiro.
Leonardo Júnior

Acho maravilhoso que isto esteja acontecendo com o povo alemão, esta alegria contagiante que vemos por todos os lados, só vem nos mostrar que não importa o lugar onde se viva, o que importa realmente para o ser humano é ser feliz, mesmo que seja por alguns dias somente, esse é e deve ser o objetivo de todos nós. Valorizar a vida dessa forma é mostrar ao mundo que todas as criaturas têm os mesmos direitos à alegria e à felicidade, pois a felicidade plena e duradoura a meu ver é quimera ainda. Todo dia é dia de nascer de novo, viver um dia de cada vez, aproveitando os pequenos instantes que se nos apresentam é a melhor forma de se viver, e o futebol, como todo esporte, ainda é uma forma de unir os povos com as suas variadas formas de expressar alegria e vontade de viver em paz.
Maria Aparecida Neubaner Luiz

Está na hora de o mundo perceber que a Alemanha nazista não tem de, necessariamente, ressuscitar. Até porque o neonazismo (assim identificado ou não), hoje, não é privilégio alemão. Até quando o povo alemão terá de carregar o estigma? Quantas gerações, ainda?
Romilda Raeder

Por que os alemães não podem ser patriotas? Que absurdo este questionamento! Se é por causa da Segunda Guerra, não tem sentido ser contra os alemães serem patriotas. Vou dar alguns exemplo: os ingleses fundaram o império britânico, que agiu com desumanidade contra os povos conquistados, inclusive com genocídios por parte dos súditos da rainha. Mesmo assim, os britânicos não se constrangem em ser patriotas.

Outro exemplo: os norte-americanos fundaram seu império através de invasões de países e roubo de territórios (vide México), além do extermínios dos indígenas. Nem por isso os norte-americanos têm vergonha de levantar suas bandeiras com orgulho. Está mais do que na hora de a mídia alemã parar com certas cretinices em querer que os alemães não sejam patriotas.
Tom Mag

Não teria nenhuma restrição em relação a torcedores alemães com bandeiras. É lindo ver isso na Copa do Mundo, as pessoas felizes, unidas, sem brigas. Não há sentido algum em recriminar os alemães por terem sua bandeira à mão. O que é o passado para os jovens que não puderam influenciá-lo? Seria algum castigo? Como é lindo ver esses jovens unidos, felizes torcendo por seu time, com a bandeira de seu país!
Carla Moraes

Torcer pelo seu país é um direito de cada cidadão. O fato de os torcedores alemães erguerem a bandeira alemã é justo e completamente normal.
Maicol

OS BUROCRATAS DO PARREIRA
Acho oportuno comentar sobre a matéria "burocratas" brasileiros. Longe de qualquer elogio, a seleção brasileira continua firme e rumo ao objetivo, o hexacampeonato. Acredito que o Brasil possa chegar ao final da Copa, e infelizmente não teremos a mesma satisfação de vencer a Alemanha em outra final, pois seguramente a Alemanha não chegará à final. E assim como os alemães estão naturalmente engasgados com o Brasil devido à inimaginária vitória de 2002, despencam jargões que não nos agradam como brasileiros natos e amantes do futebol-arte do Brasil.
Valdinei Teodoro

Olha, tá certo que o Brasil não está dando espetáculo nesta Copa do Mundo. Mas que autoridade o jornalista da Deutsche Welle tem para chamar o futebol brasileiro de "burocrático"? A Alemanha só jogou bem 15 minutos contra o Equador e nada mais até agora. Nenhuma seleção está super bem. Sinceramente.
João Evaristo Debiasi

Com certeza o Brasil ainda não jogou 60% do que pode e deve jogar. Chegará a hora exata para este feito, e aí sim, o Brasil encantará o mundo futebolístico. Craques como Ronaldinho, Kaká, Robinho, etc. não podem e não devem nunca serem desrespeitados, porque são diferenciados. Acordaram o Ronaldo, agora agüentem!
Gilberto Cavallini


PARTEIRA OU MÉDICO?

Quem acompanha melhor um parto: a parteira ou o médico? Todo profissional que tiver espírito de parteira. O que é mais fácil, quando não se passou pelo treinamento médico que é dado nas faculdades de medicina. Ideal: uma cultura do parto, baseada no saber das parteiras e nos recursos tecnológicos quando necessários. Concluindo: a parteira é a melhor profissional para acompanhar o parto!
Adriana Tanese Nogueira

Nem todo obstetra é um bom parteiro. Médicos são treinados para salvar vidas, isso significa que eles aprendem na prática com casos de alto risco, gestações problemáticas e partos dificeis. Isso é excelente, para grávidas de alto risco. Entretanto, a grande maioria das mulheres tem gravidez de baixo risco, portanto podem e devem procurar uma parteira para acompanhá-las no processo fisiológico que é o parto. Além disso, as parteiras têm muito mais experiência prática que os médicos, têm conhecimentos naturais de como intervir no processo normal do nascimento, elas são mais humanas, mais próximas à gestante, e não têm pressa, esperam a criança nascer em seu rítmo natural.
Tricia Cavalcante

Apesar de as discussões serem ainda incipientes, já se avista no horizonte a defesa do parto vaginal. Penso que os altos índices de cesáreas estão ligados à falta de compromisso por parte do médico, pois para ele é mais fácil a resolutividade do parto cirúrgico. Ele ganha mais e aparentemente deixa a cliente e a familia satisfeitas. Se o profissional é realmente comprometido, ele vai explicar para a mulher todas as desvantagens/riscos do parto cirúrgico e não vai se incomodar em perder uma cliente, se ela não se convenceu. Devolver para a mulher a responsabilidade pelo parto vai fazer com que a responsabilidade seja compartilhada.
Eli Rodrigues Camargo Siebert

CIÊNCIA E RELIGIÃO

Ciência e religião se complementam em suas essências filosóficas, na medida em que a religião enaltece os valores e virtudes que os seres humanos devem adotar para uma convivência social produtiva e harmoniosa, enquanto a ciência se voltaria para os estudos necessários para compreensão da natureza, considerando-se os valores e virtudes necessários aos seres humanos para que a mesma seja preservada, em prol da subsistência da vida humana neste planeta.
Sandro Bichara Mendonça

BRUNO, O URSO

Como tiveram coragem de matar o urso Bruno? Que absurdo! Esse argumento de que ele era muito perigoso é desculpa furada. Todo animal selvagem é perigoso. A decisão foi por uma solução mais fácil, matar. Por que não aplicaram um tranqüilizante e mandaram o Bruno para o zoológico mais próximo? Falar em preservação é fácil, difícil é colocar em prática...
Tereza Oliveira

ALIMENTOS INDUSTRIALIZADOS NO BRASIL Acredito que a penetração dos produtos industrializados no mercado brasileiro só tende a aumentar! O foodservice hoje no Brasil já se tornou uma realidade! Porém por necessidade, não vontade! E a meu ver, este é um caminho sem volta! O único segmento que ainda reluta bastante quanto à penetração destes produtos são os restaurantes de alta gastronomia. Isso porque eles priorizam o artesanal!
Hélen Figueiroa