1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Alemães fora da Copa da Uefa

Borussia Dortmund e Schalke fracassam na Copa da Uefa. É a segunda vez desde a criação da competição, em 1971, que nenhum clube alemão avança até a terceira etapa.

default

Time de Éwerthon levou quatro gols

O Borussia Dortmund e o Schalke decepcionaram e foram eliminados da Copa da Uefa na noite desta quinta-feira. Esta é a primeira vez desde 1987 que nenhum clube alemão chega à terceira fase da competição. O Borussia, clube dos brasileiros Flávio Conceição e Éwerthon, foi goleado pelo Sochaux em jogo disputado na França. O resultado teve reflexos na Bolsa de Valores de Frankfurt, onde as ações do clube tiveram queda de 4,21% na manhã desta sexta-feira. O Schalke foi eliminado na disputa por pênaltis pelos dinamarqueses do Bröndby.

Brasileiro é destaque

O grande destaque da partida entre o Borussia e o Sochaux foi o brasileiro Francileudo dos Santos, da equipe francesa, e que foi aclamado pela imprensa esportiva como o melhor em campo. Ele marcou o segundo gol do jogo, aos 22 minutos do segundo tempo. Santos não é conhecido no Brasil, tendo vindo do Sampaio Correia para a França em 1996.

A partida começou mal para o Borussia. Logo aos 4 minutos o aniversariante do dia, Salvatore Gambino, que comemorava 20 anos, foi expulso após cometer pênalti. O tiro livre foi convertido pelo atacante Pierre-Alain Frau, abrindo o placar. Se no primeiro tempo os alemães ainda conseguiram segurar o 1 a 0, no segundo, afrouxaram. Final: 4 a 0 para os franceses.

Azar do técnico Matthias Sammer, que havia apostado em Gambino, escalando-o desde o início da partida e preterindo o experiente Lars Ricken. No segundo tempo, a situação ficou ainda pior. Após o gol de Santos, seguiram-se os de Wilson Oruma, aos 31 minutos, e Jeremy Mathieu, aos 44 minutos.

Schalke eliminado nos pênaltis

No fim do tempo regulamentar, o Schalke perdia por 2 a 1, levando a partida para a prorrogação porque no primeiro jogo a equipe alemã havia vencido pelo mesmo placar. Os gols dos dinamarqueses foram marcados por Andreas Jakobsson, aos 16 minutos, cobrando pênalti, e Matthias Jonson, aos 26 minutos do segundo tempo. Victor Agali, aos 10 minutos da etapa final, marcou para os alemães.

O estádio lotado assistiu à derrota do clube de Gelsenkirchen na cobrança de penalidades por 3 a 1. “Uma pena, a equipe lutou de maneira heróica. Nós perdemos a oportunidade de decidir a partida no segundo tempo. Mas eu não posso repreender os meus jogadores”, afirmou o técnico do Schalke, Jupp Heinckes, após o jogo.

Amoroso

Entre dirigentes do Borussia prosseguem as críticas ao atacante brasileiro Amoroso, que está no Brasil. Mas o presidente do clube, Gerd Niebaum, garantiu nesta sexta-feira que a solução para o impasse está próxima. Na quinta-feira, Niebaum e o diretor do Borussia Michael Meier se encontraram com o advogado do atacante, Pedro Adib, para discutir como será tratado o joelho lesionado do jogador e o seu retorno à equipe.

“Foi uma boa conversa e esclarecemos alguns pontos”, disse Niebaum. Permanece em aberto, no entanto, a principal questão da desavença: se Amoroso tratará ou não seu joelho nos Estados Unidos, como deseja. "A palavra final será do nosso médico", diz Niebaum.

Leia mais