1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Alemães agora sonham com título em 2006

Imprensa alemã diz que zagueiro Huth foi fraco demais para barrar ataques de Adriano, considerado o melhor jogador em campo na vitória brasileira por 3 a 2 sobre a Alemanha na semifinal da Copa das Confederações.

default

Adriano (9): idolatrado pela mídia alemã

Frankfurter Allgemeine Zeitung

"Primeira decepção: Alemanha fracassa na semifinal", é uma das manchetes deste domingo (26/06) da versão online do jornal sediado em Frankfurt. "O extraordinário Adriano impediu a classificação da seleção alemã à final da Copa das Confederações. Apesar de ter batalhado muito, a Alemanha perdeu a décima quarta tentativa de superar uma grande equipe do futebol mundial. Ballack novamente foi um capitão exemplar, mas Huth voltou a mostrar insegurança. No final, o goleiro Lehmann impediu uma derrota por um placar ainda mais ampliado".

Der Spiegel

O semanário editado em Hamburgo destaca que a Alemanha saiu aplaudida de campo. "Jogou bem, mas perdeu: para a seleção alemã, acabou na semifinal o sonho de conquistar a Copa das Confederações. A jovem equipe resistiu muito bem contra o campeão mundial, empatou duas vezes e, no final, fracassou por pouco. A bola perdida por Huth para Adriano e a falta de esperteza dos alemães fizeram a diferença. Klinsmann fala que as grandes equipes de classe A agora sabem que nós estamos chegando. Na disputa pelo terceiro lugar, nos espera a Argentina ou o México. Mas será que o México é classe A? Pode ser: para quem não se lembra, essa equipe derrotou o Brasil na primeinra fase do torneio."

Netzeitung

"A seleção alemã tem de se contentar com a pequena final na Copa das Confederações. A equipe de Klinsmann mostrou uma luta extraordinária diante do campeão mundial. Huth cometeu um pênalti desnecessário em Adriano na linha de fundo. No outro lado, o árbitro chileno Carlos Chandia interpretou uma falta de Huth em Roque Júnior como falta do brasileiro."

Stern

"Estação final, semifinal", é a manchete da revista Stern. "Com dois gols, o atacante brasileiro Adriano acabou com as esperanças da Alemanha de chegar à final da Minicopa. Adriano foi o melhor jogador em campo".

Bild

"Dois gols! Adriano é um calibre demasiado grande para Huth. Lehmann impediu com uma defesa sensacional um gol de Renato, que seria o quarto gol dos brasileiros. No final, Klinsmann mandou todos para o ataque, sem sucesso. Os gols de Podolski e Ballack foram insuficientes. Apesar de tudo, o time saiu de campo ovacionado pela torcida."

Süddeutsche Zeitung

"O campeão mundial é um número grande demais", afirma o jornal de Munique."Acabou o sonho da final. Duas vezes a Alemanha estava atrás no placar, e nas duas vezes se recuperou de forma impressionate e conseguiu empatar. Mas depois do terceiro gol de Adriano, Ballack e companhia não conseguiram mais dar o troco. Apesar da derrota, a equipe de Klinsmann mostrou bom desempenho, batalhou com paixão contra o pentacampeão mundial. No duelo entre os capitães Ronaldinho Gaúcho e Ballack, o profissional do Bayern de Munique teve leve vantagem. A força e o esmero tático, porém, não foram suficientes para uma revanche pela derrota na final da Copa de 2002."

Kölner Stadt Anzeiger"Torcida acredita no sonho da Copa de Klinsmann", escreve o jornal de Colônia. "Apesar de ter perdido a chance de conquistar a Copa das Confederações, a seleção alemã conquistou o coração da torcida. Quando chegaram em Hannover neste domingo, para a última estação no torneio [a disputa do terceiro lugar], a decepção no rosto dos jogadores alemães pelo nocaute na semifinal contra os brasileiros em Nurembergue já havia se apagado. Em vez disso, o técnico Jürgen Klinsmann e seu pessoal têm a consciência de que, apesar de derrota de 3 a 2 para o recordista em títulos mundiais, uma meta importante foi alcançada: após meses de ceticismo, a torcida alemã agora acredita na seleção e na realização do sonho de se tornar campeã mundial no ano que vem".

Leia mais