1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Alarme em Hamburgo

Cidade portuária alemã está em estado de alerta após informações de que um grupo terrorista islâmico estaria planejando um atentado contra hospital do Exército alemão.

default

A Polícia de Hamburgo confirmou oficialmente estar em posse, desde as 14h30 desta terça-feira (30/12), de informações concretas sobre "pessoas que pretendem cometer um atentado contra o hospital do Exército alemão localizado no bairro de Wandsbek, em Hamburgo, por meio de um carro-bomba". Os potenciais autores do atentado pertenceriam a um grupo terrorista islâmico.

Fortes medidas de seguramça

As informações, que segundo o secretário hamburguês de Assuntos Internos, Dirk Nockemann, foram fornecidas por um serviço secreto norte-americano, foram consideradas "altamente sérias" pelas autoridades alemãs. Forças policiais postaram-se diante do hospital com veículos blindados, todos os carros estacionados na proximidade foram examinados por cães farejadores em busca de explosivos. As ruas que conduzem à clínica estão interditadas, pessoas e veículos são submetidos a controles.

A Polícia de Hamburgo constituiu uma equipe especial, que coopera estreitamente com as Forças Armadas. O Ministério da Defesa, em Berlim, não quis se pronunciar a este respeito, nem confirmar que entre os pacientes internados no hospital se encontram soldados norte-americanos feridos no Iraque.

Suspeito: grupo terrorista Ansar Al Islã

Segundo Dirk Nockemann, as suspeitas recaem sobre o grupo fundamentalista islâmico Ansar Al Islã ("apoiadores do islã"), criado em setembro de 2001 e formado por 1000 curdos radicais do norte do Iraque. O serviço secreto da Baviera estima que 100 seguidores ativos vivam na Alemanha, tendo constituído células em Munique, Augsburg e Nurembergue, entre outras cidades. O Ansar Al Islã mantém contatos com a rede Al Qaeda, de Osama Bin Laden, e é responsabilizado por inúmeros dos atentados praticados mais recentemente em Bagdá.

Leia mais