1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Al Qaeda liberta cerca de 300 presos no Iêmen

Militantes do braço da rede terrorista na região invadem penitenciária e soltam um de seus líderes e centenas de outros extremistas. Ataque ocorre em momento de instabilidade no país.

default

Vista de Mukalla: cidade costeira no sudeste do Iêmen foi tomada por combatentes do Al Qaeda

Militantes da Al Qaeda na Península Arábica (AQPA), braço da rede terrorista na região, invadiram nesta quinta-feira (02/04) o centro da cidade costeira de Moukalla, no sudeste do Iêmen, atacando a prisão central da localidade e libertando cerca de 300 detidos, incluindo um dos chefes do grupo extremista. No confronto, dois agentes penitenciários e cinco detidos foram mortos.

"Um dirigente da AQPA, Khaled Batarfi, detido há mais de quatro anos, está entre os mais de 300 prisioneiros que conseguiram escapar da prisão central de Moukalla", disse à agência de notícias AFP uma fonte ligada à equipe de segurança da penitenciária.

Batarfi é um dos principais líderes da AQPA em Abyane, província do sul do Iêmen, que foi controlada pelos extremistas durante um ano, entre 2011 e 2012.

A captura de Mukalla ocorre no momento em que entra em sua segunda semana a campanha de ataques aéreos, liderada pela Arábia Saudita, que vem alvejando rebeldes xiitas apoiados pelo Irã, conhecidos como houthis.

Os ataques do Al Qaeda ocorreram enquanto os houthis e seus aliados conseguiram romper nesta quinta-feira as defesas das forças leais ao presidente iemenita, Abed Rabbo Mansur Hadi, na cidade costeira de Aden, atingindo o centro da principal cidade do sul do país.

MD/afp/ap/lusa

Leia mais