1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Airbus apresenta o megajato A380

A Airbus apresenta ao público, em Toulouse, na França, a primeira unidade da maior aeronave para transporte de passageiros do mundo. O Airbus A380 pode levar até 850 pessoas.

default

Em Toulose, foi apresentada a primeira aeronave da série A380

Cinco mil convidados, entre eles 500 jornalistas, participam da apresentação do A380 ao público, nesta terça-feira (18/01), em Toulouse, na França. O chanceler federal alemão, Gerhard Schröder, o presidente francês Jacques Chirac, e os primeiros-ministros da Espanha, José Luis Rodrigues, e da Inglaterra, Tony Blair, representam os quatro países que apoiaram o lançamento do A380 com um crédito de 3,2 bilhões de euros.

Airbus A380 wird enthüllt

Lançamento em Toulose (esq.-dir.): o presidente da Airbus, Noel Forgeard, o primeiro-ministro britânico Tony Blair, o presidente francês Jacques Chirac, o chanceler alemão Gerhard Schröder e o primeiro-ministro espanhol José Luís Zapatero

Há 40 anos a fabricante norte-americana de aviões Boeing domina o mercado de transportes intercontinentais com seu Boeing 747, o Jumbo. Trata-se da maior aeronave já construída para o transporte civil, com capacidade para pouco mais de 400 pessoas, que percorrem distâncias de mais de 14 mil quilômetros. Até agora.

Desde que lançou a família do A340, a Airbus – consórcio europeu formado por França, Alemanha, Reino Unido e Espanha – entrou na concorrência pesada também por esse mercado. A construção do novo superjumbo é uma aposta da empresa no crescimento do setor da aviação civil nos próximos 20 anos. Ela acredita que o total de passageiros triplicará, enquanto o número de aviões duplicará entre 2004 e 2023.

O novo gigante dos ares

O vôo inaugural está programado para final de março, mas os primeiros exemplares só serão entregues a partir de 2006. Já foram computadas 139 encomendas, distribuídas entre 13 empresas, para aviões com capacidade para 555 passageiros. Mas também haverá versões maiores, para acomodar até 850 pessoas. O maior pedido veio da companhia aéra árabe Emirates, que encomendou 43 aeronaves, seguida pela Lufthansa e a Air France, cada uma com pelo menos dez unidades.

“Por fora, o avião, com seus 73 metros, mais parece ter um tamanho bem convencional”, afirmou Charles Champion, vice-diretor do Programa do A380, ao jornal alemão Kölner Stadt-Anzeiger. “Mas, por dentro, ele está repleto de novas tecnologias”, completou.

Peso reduzido

Há algum tempo, o A380 sofreu algumas críticas por ser pesado demais, problema que foi resolvido depois de um investimento adicional de 1,4 bilhão de euros, não previstos no orçamento inicial.

O material utilizado em diversas partes do avião, principalmente na sustentação das asas, no leme e nos estabilizadores, é de tecnologia avançada, e não mais o tradicional alumínio, empregado na maioria das aeronaves. Trata-se de uma fibra de carbono, tão resistente quanto o material tradicional, mas ainda mais leve. Será uma economia de peso: o A380 será 1,5 tonelada mais leve do que o projeto inicial previa.

Luxo e conforto a 30 mil pés


Airbus A380 wird enthüllt

A cerimônia de descerramento da primeira aeronave Airbus A380


O novo jumbo atravessará os ares a uma velocidade de 950 km/h e poderá oferecer muito luxo e conforto aos passageiros. Haverá espaço para camarotes, salas de descanso, academia de ginástica, escritório, sala de conferência, bar, shopping a bordo e espaço para as crianças.

Isso tudo sem contar os 555 lugares disponíveis para os passageiros nas poltronas tradicionais (22 na primeira classe, 102 na business e 431 na econômica).

Adaptação em terra

Para receber o megajumbo, os principais aeroportos do mundo já começaram a adaptar suas estruturas. Como se trata de um avião de pelo menos 555 passageiros é importante que os terminais sejam readaptados ou novos sejam construídos.

Uma nova sinalização nas pistas também está sendo testada, assim como o pavimento de decolagem e taxiamento, que também terão de ser adaptados para receber uma máquina desse porte.

Leia mais