1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Afeganistão precisa de ajuda de US$ 18 bilhões

Só para resolver os problemas mais urgentes da agricultura, o país devastado pela guerra civil, secas e bombardeios dos EUA precisa de US$ 600 milhões.

default

Mulheres esperam por comida no Afeganistão

O Afeganistão precisa de US$ 18 bilhões de dólares, nos próximos cinco anos, para a sua reconstrução, segundo avaliação do grupo de peritos que preparou, em Bruxelas, nestas quinta e sexta-feira, a conferência dos doadores de recursos ao país asiático, a realizar-se em Tóquio, na segunda quinzena de janeiro.

Enquanto isso, o presidente americano, George W. Bush, apresentou, em Washington, um "balanço positivo" dos primeiros 100 dias da luta contra o terrorismo internacional. Foram destruídos, no Afeganistão, 11 campos de treinamento de terroristas e 39 centros de comando dos talibãs.

Só para resolver os problemas mais urgentes na agricultura, o Afeganistão precisa de US$ 600 milhões. A economia do país foi totalmente arrasada pela guerra civil de 23 anos, secas e, por último, pelos bombardeios dos Estados Unidos em represália aos atentados de 11 de setembro.

O ministro do Exterior da Bélgica, Louis Michel, que representará a União Européia na posse do governo provisório em Cabul neste sábado, advertiu que a reconstrução do Afeganistão será uma tarefa muito difícil e que a comunidade internacional tem o dever moral de ajudar o Afeganistão. "Foram tantos os mortos, a violência e a intolerância que a comunidade internacional não poderia permanecer indiferente", disse o ministro. A Bélgica será substituída pela Espanha na presidência rotativa de seis meses da UE, no primeiro dia de 2002.