1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Adolescentes começam a fumar mais cedo

O número de fumantes jovens diminuiu nos últimos vinte anos. Paralelamente, porém, aumentou a aceitação do cigarro entre os adolescentes de 12 a 15 anos na Alemanha. Em 2002, as garotas passaram os meninos para trás.

default

Cartaz de campanha contra o fumo

O Centro Federal de Saúde e Prevenção (BzgA), que acompanha desde 1973 o comportamento dos jovens alemães em relação a drogas, divulgou nesta quarta-feira (18) o resultado de sua última pesquisa, baseada em 3 mil entrevistas com participantes de 12 a 25 anos.

No geral, ela confirma a tendência positiva de não se fumar. Nas duas últimas décadas, o número de fumantes nessa faixa etária caiu continuamente de 44%, em 1979, a 38%, em 2001. O que dá motivo a preocupação, contudo, é o que acontece entre os mais novos. Tanto entre a garotada de 12 a 15 anos, como na faixa seguinte, de 16 a 19, o índice de fumantes aumentou ou estancou em nível alto.

Elas fumam mais

Entre os mais jovens, o índice saltou de 15%, em 1997, a 18% em 2002, entre os meninos. As garotas, por sua vez, estão fumando mais do que eles: se em 1997 fumavam 19% delas, agora são 21%. Isso quer dizer que uma em cada grupo de cinco adolescentes fuma.

A pesquisa demonstra ainda que mudou a reação do grupo frente ao cigarro: hoje em dia há mais tolerância e aceitação se alguém decide fumar com 12 ou 13 anos. Por isso, há uma grande necessidade de voltar as campanhas de prevenção para a garotada de 12 a 15 anos, expôs Elisabeth Pott, diretora da Central Federal. Ela avaliou como muito positiva a campanha "Fortalecer as crianças", em conjunto com associações desportivas.

Com o objetivo de tornar jovens e crianças resistentes aos vícios, a repartição oferece cursos especiais a treinadores e professores de educação física. "A influência positiva das associações desportivas no incentivo a não se fumar, confirma que a nossa iniciativa está no caminho certo", acrescentou Elisabeth Pott.

Na faixa de 16 a 19 anos, o cigarro perdeu adeptos entre os rapazes – menos 6% nos últimos cinco anos – totalizando 44% em 2002. Entre as moças, pelo contrário, a porcentagem aumentou de 41% a 45% no mesmo período de tempo. Apesar do vício, deixar de fumar é um objetivo para muitos. 68% dos fumantes jovens gostariam de parar, ou de fumar menos.

Leia mais