Acusado de atacar ônibus do Borussia reconhece autoria | Siga a cobertura dos principais eventos esportivos mundiais | DW | 08.01.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Acusado de atacar ônibus do Borussia reconhece autoria

Homem de 28 anos afirma, porém, que não tinha a intenção de matar e queria simular um atentado contra a equipe de Dortmund. Ele está sendo julgado por tentativa de assassinato.

default

Serguei W., de 28 anos, compareceu a um tribunal de Dortmund na segunda audiência de seu processo

O homem acusado de atacar com bombas o ônibus da equipe do Borussia Dortmund, em abril de 2017, reconheceu a autoria do crime, mas afirmou perante um tribunal que não tinha a intenção de matar.

Leia mais: Torcidas expressam solidariedade após ataque

Serguei W., de 28 anos, compareceu a um tribunal de Dortmund nesta segunda-feira (08/01). Ele é acusado de tentativa de assassinato de 28 pessoas pela promotoria e de causar ferimentos graves em duas. "Eu lamento profundamente o meu comportamento", afirmou.

Serguei disse que preparou a bomba de maneira que ela não oferecesse riscos a pessoas e que sua intenção era simular um atentado contra a equipe. Segundo a acusação, ele ganharia meio milhão de euros se as ações do Borussia na bolsa de valores caíssem.

O defensor Marc Bartra teve o pulso ferido por causa da explosão, e um policial teve perda auditiva. Um investigador declarou à corte que as três bombas que explodiram na traseira do ônibus tinham potencial para matar.

O julgamento começou em 21 de dezembro. A audiência desta segunda-feira foi a segunda do caso.

O atentado ocorreu em 11 de abril, logo depois de o ônibus com a equipe do Dortmund deixar um hotel rumo ao estádio da cidade para um confronto contra o Mônaco, válido pela Liga dos Campeões.

O Borussia Dortmund é o único clube alemão que tem ações sendo negociadas numa bolsa de valores.

AS/sid/dpa/ard

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais