Acionistas da SABMiller aprovam compra pela AB InBev | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 28.09.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Acionistas da SABMiller aprovam compra pela AB InBev

Aquisição, avaliada em 79 bilhões de libras, recebeu aval da ampla maioria dos acionistas da cervejaria britânica. Empresa resultante produzirá 30% da cerveja consumida no mundo.

Os acionistas da cervejaria britânica SABMiller aprovaram nesta quarta-feira (28/09) a fusão com o grupo belgo-brasileiro AB InBev, uma operação que resultará na maior fabricante de cervejas do mundo. Em comunicado à Bolsa de Valores de Londres, a empresa britânica afirmou que 97,37% dos acionistas votaram pela aquisição, que está avaliada em 79 bilhões de libras.

Paralelamente, os dois principais acionistas da SABMiller, Altria e BevCo, que representam 41% do capital, também deram seu consentimento, em processo separado. A empresa afirmou que optara por realizar duas votações paralelas para garantir um resultado justo, numa proposta supervisionada pelos tribunais, na qual ao menos 75% dos acionistas dos dois grupos teriam que aprovar a fusão.

A SABMiller detalhou que espera que a Justiça britânica aprove a operação na próxima segunda-feira, data após a qual poderá concluir o processo de venda, com previsão de conclusão em 10 de outubro.

A aquisição também foi aprovada pelo conjunto de acionistas da AB InBev em assembleia geral, nesta quarta-feira, na qual eles respaldaram a adoção de todas as resoluções propostas, afirmou a multinacional, que mesmo antes da fusão já é a maior fabricante de cervejas do mundo.

Autoridades antitruste de vários países aprovaram o acordo. A aquisição da SABMiller dará à AB InBev uma ampla presença na África e na China. A empresa resultante da fusão produzirá 30% da cerveja consumida em todo o mundo, com presença em mais de 80 países e uma força de trabalho conjunta de aproximadamente 225 mil pessoas.

Para conseguir a aprovação das autoridades, a AB InBev concordou com uma série de concessões, incluindo a venda das marcas Peroni, Grolsch e Meantime, da SABMiller, para a rival japonesa Asahi. A União Europeia exigiu que as operações da SABMiller na República Tcheca, Hungria, Polônia, Romênia e Eslováquia fossem vendidas.

A AB InBev anunciou que a companhia resultante da combinação das duas cervejarias conservará o nome de Anheuser-Busch InBev SA quando for concluída a fusão. O logotipo sofrerá uma leve mudança: está previsto que a águia hoje presente desapareça.

O grupo contará com as marcas da AB InBev, como Brahma, Skol, Corona, Beck's, Stella Artois, Leffe e Budweiser, e com as de SABMiller, que é proprietária da Miller, da Foster's e da Coors.

AS/efe/afp/ap

Leia mais