Acionistas da Mercedes brigam por salsichas | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 08.04.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Acionistas da Mercedes brigam por salsichas

Discussão por causa do lanche é acalmada por policiais e acaba em queixa por injúria. Bate-boca ofusca bons resultados de 2015 apresentados na assembleia geral da Daimler, em Berlim.

Um bate-boca entre acionistas por causa de salsichas provocou a intervenção da polícia na assembleia geral da montadora Daimler, dona da marca Mercedes, em Berlim nesta quarta-feira (06/04).

A empresa havia disponibilizado 12.500 salsichas cozidas para o lanche dos 5.500 acionistas presentes, mas um deles foi ao bufê várias vezes para empacotar algumas para levar para casa.

Outra acionista teria chamado a atenção dele, que não gostou, dando início a uma troca de ofensas. "Chamamos a polícia para acalmar os ânimos", disse Manfred Bischoff, presidente do Conselho de Supervisão da Daimler. A acionista apresentou queixa por injúria.

Ao responder às perguntas dos participantes da assembleia, Bischoff brincou: "Da próxima vez, precisaremos de mais salsichas ou vamos acabar com a oferta por completo."

Vendas recordes

Março último foi o mês em que a Daimler vendeu mais veículos em toda sua história: foram vendidos quase 199 mil veículos da marca principal, Mercedez-Benz – um aumento de 8,4% em comparação com o mesmo mês em 2015.

O crescimento mais forte foi registrado na China, com um aumento de 26,6% nas vendas. Já nos Estados Unidos, as vendas caíram quase 6% em consequência do escândalo envolvendo os veículos a diesel da Volkswagen.

Mesmo assim, o ano passado foi bom para a empresa, que repassa o sucesso aos acionistas. O lucro líquido cresceu quase 25%, para 8,9 bilhões de euros. O lucro operacional cresceu 36%, para 13,8 bilhões de euros. Para os acionistas, isso representou dividendos de 3,25 euros por ação (no ano passado receberam 2,45 euros).

As ações da Daimler e de outras montadoras perderam valor após as revelações sobre a manipulação de motores pela montadora alemã. Ambientalistas criticam também o fato de os motores a diesel da Daimler terem valores elevados de emissões.

Nesta sexta-feira, foi apresentada mais uma queixa coletiva contra a empresa nos Estados Unidos. Em fevereiro deste ano, proprietários de veículos do país já haviam apresentado uma queixa coletiva contra a Daimler por suposta fraude nos valores de emissão.

Leia também

Leia mais