1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Acidente de avião mata quase 40 pessoas no Irã

Aeronave da Sepahan Airlines caiu minutos após decolagem em área residencial de Teerã. Frota aérea do país é antiquada, e companhias sofrem com sanções emitidas pelo Ocidente.

Uma aeronave da companhia iraniana Sepahan Airlines que viajava de Teerã para Tabas, no leste do país, caiu na manhã deste domingo (10/08), matando pelo menos 37 pessoas e ferindo outras 11.

O avião, um IrAn-140, utilizado normalmente para voos curtos domésticos, levava a bordo 40 passageiros e oito tripulantes. Ele caiu numa área residencial da capital iraniana, minutos após ter decolado do aeroporto de Mehrabad, às 9h18 (1h48 em Brasília). "A cena foi terrível, mas nós tivemos sorte porque há um mercado a 500 metros dali e lá tinha muita gente", disse uma das testemunhas no local.

Segundo Alireza Jahangirian, chefe do órgão de aviação civil do Irã, "a aeronave caiu nas árvores, não houve vítimas em terra". Ele afirmou que uma investigação sobre o acidente já foi iniciada. A imprensa local informa que a caixa-preta do avião ainda não foi encontrada.

O Irã tem registrado um grande número de acidentes aéreos, atribuíveis a uma frota aérea antiquada e a manutenção precária. Muitos de seus aviões datam de antes da Revolução Islâmica de 1979, quando cortou laços com os Estados Unidos e com a Europa.

Desde então, o país passou a depender dos veículos de fabricação russa, para os quais é difícil obter peças de reposição, desde a queda da União Soviética, em 1991. Além disso, as companhias aéreas nacionais dispõem de poucos recursos para manutenção e sofrem com as restrições bancárias decorrentes das sanções impostas pelo Ocidente contra o Irã.

RM/ap/afp/rtr

Leia mais