1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Acidente aéreo em Milão lembra atentados de Nova York

O choque de um avião contra um dos prédios mais altos de Milão, na Itália, suscitou nesta quinta-feira (18) recordações do atentado de 11 de setembro contra o World Trade Center de Nova York.

default

O «Pirellone», após o choque da aeronave

Fontes da polícia italiana afirmaram que o incidente matou duas pessoas e feriu outras vinte. Inúmeras pessoas ficaram presas nos elevadores do prédio "Pirelli", de 30 andares, e só puderam ser libertadas depois de algumas horas. Foi deflagrado um incêndio nos andares superiores do edifício.

O avião que provocou o acidente era do tipo Rockwell Commander, uma aeronave de pequeno porte. Pouco antes de chocar contra o prédio, o piloto teria emitido um pedido de socorro, alegando problemas graves com o trem de aterrissagem. O avião levantara vôo em Locarno, na Suíça, pouco depois das 17 horas locais, com destino ao aeroporto de Linate, em Milão. Era pilotado por um cidadão suíço, que viajava sozinho na aeronave, conforme informação divulgada pelo cônsul-geral da Suíça em Milão, Marco Cameroni.

Símbolo da cidade

O prédio "Pirelli", de 30 andares, é considerado um dos símbolos de Milão, a segunda maior cidade italiana. Por ser um dos edifícios mais altos da cidade, ele é chamado pela população local de "Pirellone" ("pirelão"). Está localizado no centro da cidade, nas proximidades da estação ferroviária central. Foi inaugurado em abril de 1960.

Cerca de duas mil pessoas trabalham no prédio, entre elas, 1200 empregados da firma "Pirelli", fabricante de pneus. Além disso, também o "Pirelli" é também a sede do governo da Lombardia, cuja capital é Milão. O edifício foi vendido pela Pirelli ao governo regional, em 1978, sendo então inteiramente reformado.