Abbas diz estar aberto a conversas com Israel | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 01.02.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Abbas diz estar aberto a conversas com Israel

Após encontro com Angela Merkel, o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, se disse aberto à retomada de negociações de paz com Israel. Alemanha estreita cooperação econômica com palestinos.

default

Abbas e Merkel concordaram em intensificar cooperação econômica

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, se disse aberto a negociações de paz com Israel, mesmo sem uma suspensão definitiva da construção de assentamentos judaicos. "Se Israel paralisar a construção de assentamentos na Cisjordânia por um determinado período, estou aberto a negociações", disse Abbas na segunda-feira (01/02) em Berlim.

As conversações de paz estão estagnadas há meses, depois que Abbas condicionou seu retorno à mesa de negociações ao fim da construção de assentamentos israelenses na Cisjordânia. Os Estados Unidos, que tinham inicialmente pressionado Israel por uma suspensão definitiva da política de povoamento, não consideram mais a questão condição essencial para o prosseguimento das negociações de paz.

Abbas não disse por quanto tempo espera que Israel suspenda a construção de assentamentos, a fim de retornar às negociações. Conforme o jornal britânico The Guardian, ele impôs um congelamento de três meses como condição.

Condições aceitáveis

A chanceler federal alemã, Angela Merkel, saudou a perspectiva de retomada de diálogo entre Israel e a Autoridade Palestina. Merkel, que se reuniu na semana passada com o presidente israelense, Shimon Peres, disse que tanto israelenses como palestinos reconheceram ser de seu interesse reiniciar as negociações.

"Agora devemos encontrar condições aceitáveis para tais negociações", disse Merkel, acrescentando que uma fase de reaproximação mediada poderia fornecer a base para uma retomada das conversas diretas.

O enviado dos EUA para o Oriente Médio, George Mitchell, propõe que Washington assuma a mediação. Abbas disse que os palestinos irão decidir na próxima semana se aceitam as condições de Mitchell para retomar as conversações com vista a uma solução de dois Estados para Israel e os territórios palestinos.

Comitê econômico

Durante o encontro, Merkel e Abbas acertaram a criação de um comitê econômico teuto-palestino, que deverá representar um novo passo na cooperação bilateral. Merkel afirmou estar particularmente preocupada com a situação humanitária na Faixa de Gaza e disse que a Alemanha iria fornecer o quanto antes combustível à central de eletricidade de Gaza.

MD/dpa/rtrs
Revisão: Simone Lopes

Leia mais