1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

A visão européia de Hollywood

O primeiro filme de Sönke Wortmann rodado nos EUA é uma declaração de amor e ódio a Hollywood.

default

Tom Berenger, Rod Steiger und Burt Reynolds em "Céu de Hollywood"

Quando o ator Tom Greener (Tom Berenger) retorna a Hollywood já envelhecido, após anos de prisão, ele tem menos de 200 dólares no bolso e nenhum plano futuro. Num enterro, ele encontra dois outros atores conhecidos que não estão em melhor situação: Kage Mulligan (Burt Reynolds), um beberrão de 60 anos, e Floyd Benson (Rod Steiger, falecido logo após as filmagens), ator de 70 anos premiado com o Oscar que ganha a vida como instalador de alarmes.

Hoje no auge, amanhã no name

Filmszene Der Himmel von Hollywood

Cena de "O Céu de Hollywood"

Passaram-se anos desde quando os três eram grandes nomes do showbizz. Agora suas vidas não giram mais em torno da fama e da sucesso, mas sim da procura de emprego, falta de dinheiro e bebida. Após uma noite de embriaguez, os três se deparam com o cadáver de um gângster. Não demora muito para eles chegarem às pistas de uma gangue que levantou 10 milhões de dólares com a fraude de um cassino. Os astros decadentes decidem provar ao mundo pela última vez sua mestria. Com ajuda de seu talento de atores, eles pretendem ficar com o que os ladrões lucraram. E além do mais, a jogada deverá ajudá-los a ter um comeback glorioso a Hollywood.

Plakat Der Himmel von Hollywood

Cartaz de "O Céu de Hollywood"

As sombras de Hollywood

O roteiro parecia promissor. Foi o próprio co-produtor Leon de Winter que adaptou seu romance para o cinema. Os fios desta história com interessantes cruzamentos de realidade e ficção, suas reflexões melancólicas sobre fama e decadência, são coisas que funcionam numa comédia, mas não foram encenadas de forma adequada. Após um início promissor, que inclui uma dinâmica alternância de verdades e mentiras, um jogo de filme dentro do filme, só no fim é que o filme consegue entrar de novo no ritmo.

Filmszene Der Himmel von Hollywood

Cena de "O Céu de Hollywood"

Por outro lado, os protagonistas são brilhantes. Três raposas velhas do film business fazem o papel de três raposas velhas do film business: Burt Reynolds, Rod Steiger e Tom Berenger — bastante charmosos, mesmo que já meio passados — brilham diante das câmeras como nunca. Antes da filmagem, a situação dos três não era muito diferente da de suas personagens: eles só estavam recebendo papéis em filmes B. Talvez por isso mesmo sua atuação seja tão convincente.

A cena mais cativante: o velho Burt Reynolds se embebeda para juntar coragem antes de sua perigosa missão. Ele quer se certificar de que foi um dos grandes de Hollywood no passado e que ainda serve para alguma coisa. Logo depois, quase acontece uma catástrofe: sob disfarce de policial, ele tem que parar para vomitar no auge da farsa.

Há três anos, o autor holandês de best-sellers Leon de Winter e o diretor alemão Sönke Wortmann anunciaram um filme. O Céu de Hollywood (Der Himmel von Hollywood / The Hollywood Sign) foi concebido como uma expressão da soberania da indústria cinematográfica européia e sua ousadia de lançar um olhar de desdém por trás dos bastidores da concorrência hollywoodiana. O resultado ficou aquém das expectativas. A distribuidora deixou o filme de molho durante três anos. O fato de O Céu de Hollywood entrar em cartaz nos cinemas alemães só tem a ver com o retorno de Wortmann às telas com O Milagre de Berna (Das Wunder von Bern).

Leia mais