1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

A retomada da indústria automobilística

Os resultados das montadoras alemãs em novembro são os melhores desde 1998. Após quatro anos de retração, o setor recobra alento, graças sobretudo às exportações.

default

Demanda interna cresce menos que exportações

Com a produção de 512.200 veículos de passeio e comerciais leves, em novembro, a indústria automobilística da Alemanha registrou o melhor resultado de um penúltimo mês do ano, desde 1998. O desenvolvimento positivo de um setor que esteve em retração nos últimos quatro anos deve-se principalmente às exportações, segundo a Federação da Indústria Automobilística (VDA), que divulgou os números nesta segunda-feira (08) em Frankfurt.

Deduzidas as influências sazonais, a produção de novembro subiu 13% em relação a outubro. Ao todo, deixaram as esteiras rolantes das montadoras alemãs, desde janeiro, 4,75 milhões de veículos. Com isso, a VDA acredita que será superada, até o final do ano, como em 2002, a marca de 5 milhões de veículos made in Germany.

Influência positiva dos novos modelos

Analistas esperam mesmo que a retomada do setor se acentue nos próximos dois anos. Não apenas as exportações como também a demanda interna devem aumentar em 2004 e 2005, segundo um estudo divulgado também nesta segunda-feira, em Essen, pela consultoria R.L. Polk Marketing Systems. A empresa parte de uma produção de 5,08 milhões de carros no ano corrente, a qual subiria para 5,35 milhões em 2004 e 5,48 milhões no ano seguinte.

Estas perspectivas devem-se, segundo a consultoria, sobretudo a novos modelos das montadoras alemãs, lançados de olho num grande público, tais como o novo Golf da VW, o Astra da Opel (General Motors) e o Focus da Ford.

Na Europa Ocidental, o maior mercado para seus produtos, as montadoras alemãs vêm perdendo terreno (6% de vendas a menos em 2003). Nas Ásia e no Leste Europeu, porém, a demanda por automóveis alemães é cada vez maior. E as vendas para os Estados Unidos (610 mil veículos) atingiram este ano um recorde, apesar da alta cotação do euro.

Recuperação também no mercado interno

As montadoras alemãs já venderam 3,3 milhões de veículos para mercados fora do país, desde o começo do ano. Mas o mercado interno também dá sinais de recuperação, com 258 mil novos licenciamentos em novembro, 6% a mais do que no mês anterior.

A categoria dos veículos comerciais médios e pesados destaca-se, com um crescimento de 4% na demanda interna e 8% nas exportações, perfazendo um volume total de 334.400 unidades produzidas, 3% a mais do que em 2002.

Leia mais