1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Eleição na Alemanha

A ressonância de Schröder em Hollywood

Michael Ballhaus, diretor de fotografia de longas de Coppola e Scorsese, fala em entrevista à DW-WORLD sobre sua simpatia por Schröder e explica o porquê do interesse de Leonardo DiCaprio pela política alemã.

default

Diretor de fotografia Ballhaus: 'Sou um homem político"

DW-WORLD: O senhor mencionou há pouco que está trabalhando muito no momento. Poderia dizer em que exatamente?

Michael Ballhaus: Estou no momento rodando um filme: The Departed (um remake do policial chinês Infernal Affairs). A direção é de Martin Scorsese e os atores são Leonardo DiCaprio, Matt Damon e Jack Nicholson, ou seja, um elenco de superestrelas. Este é meu sétimo filme com Scorsese. Um projeto muito bonito. Estamos na 20ª semana de filmagens e ainda temos mais 14 dias até o fim.

Trabalhando tanto e com essa intensidade, o senhor ainda consegue acompanhar o que acontece na Alemanha?

Eu e minha mulher acompanhamos as notícias da Alemanha, porque continuamos a ter interesse pelo país. Minha mulher sempre compra jornais alemães e eu, quando tenho tempo, dou uma lida também. Nós nos mantemos informados, mesmo que não detalhadamente.

Quais notícias lhe interessam mais?

No momento, temos grande interesse pelas eleições e pelo que vai acontecer no país. Acompanhamos temerosos os rumos que tudo pode tomar. E ficamos satisfeitos com os bons resultados de Gerhard Schröder no debate transmitido pela TV.

Enquanto trabalha no set de filmagens, o senhor fala sobre a política alemã?

Não se comenta muito o assunto. Com Leonardo DiCaprio eu falo às vezes sobre política alemã, porque ele é, de alguma forma, alemão. E fala um pouco a língua. Ele tem uma mãe e uma avó alemãs. No mais, fala-se pouco sobre isso, mesmo porque, devo confessar, são poucas as conversas durante as filmagens sobre qualquer assunto que não seja o próprio filme.

Quais são as opiniões de Leonardo DiCaprio sobre a política alemã? Ele conhece o chanceler federal Gerhard Schröder?

Sim, conhece. Ele acha inclusive muito bom o que está acontecendo na Alemanha e é uma pessoa consciente, que acompanha e sabe o que se faz no mundo em relação à proteção ao meio ambiente. Por isso acha ótimo o que se faz na Alemanha neste sentido, ou seja, progressos em relação ao que acontece nos EUA.

Qual é a imagem da Alemanha entre seus colegas? Dentro da própria Alemanha, a atmosfera não é no momento das melhores, em função da crise econômica.

De acordo com o que posso avaliar – pois, como já disse, não falamos muito do assunto – a Alemanha é muito bem vista pelos norte-americanos. Eles vêem o país como uma nação progressista, que prioriza o social e onde há uma rede de segurança social muito mais eficiente que nos EUA.

Não é segredo para ninguém que o senhor é um defensor de Gerhard Schröder. No site do SPD (Partido Social Democrata), o senhor e sua mulher são usados como exemplos de personalidades conhecidas que apóiam o candidato. Por que isso?

Eu e minha mulher conhecemos Schröder pessoalmente, fomos convidados para ir até à sede do governo participar das chamadas "noites culturais". Conversei com ele algumas vezes, o que foi bastante interessante. Admiro a pessoa também e não apenas o político Schröder. E o vejo como uma personalidade marcante. Ele é um homem que sabe ouvir e que é muito bem visto fora do país. É um político carismático.

No site o senhor diz que "nossos amigos americanos nos invejam por causa deste chanceler federal". O que o senhor quer dizer com isso?

Eles nos invejam porque gostariam de ter um presidente com as qualidades de Gerhard Schröder. Pois desta forma não teriam sido colocados no beco sem saída que foi a guerra do Iraque. Sob a perspectiva dos nossos amigos norte-americanos, a oposição à guerra foi um grande ato de Schröder. Não sei como Angela Merkel teria agido nessa situação.

Clique ao lado para ler a respeito das opiniões de Michael Ballhaus sobre uma eventual troca de governo na Alemanha e saiba mais sobre sua predileção especial por Berlim.

Leia mais