1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

A opinião dos usuários da DW-WORLD

O que pensam os leitores da DW-WORLD sobre a guerra do Iraque? Leia, a seguir, algumas das mensagens enviadas à redação brasileira.

default

A diplomacia norte-americana nunca será capaz de fazer reinar a paz no Iraque ou em qualquer país no qual o Tio Sam se intrometer. Essa guerra é fruto da prepotência dos EUA, que se julgam senhores do mundo, mas se esquecem da criação de um novo paradigma: o da aproximação do bloco europeu com o bloco oriental, isolando uma América do Norte marcada por um longo inverno. - Oswaldo Macedo

O que realmente preocupa os países da coalizão: a democracia iraquiana ou o domínio americano sobre o petróleo iraquiano? Sendo os EUA o país que mais polui no mundo, podemos deduzir que o petróleo seja de suma importância para a manutenção do modo de vida americano. - João José Erpen, acadêmico do curso de ciência política da Univali

A via diplomática da ONU foi jogada no lixo pelos EUA e isto abre, sem dúvida, um precedente para que outros países invadam uns aos outros. E, se Saddam fosse amigo dos EUA, este não seria o melhor presidente do mundo? E quando os EUA vão exigir eleições e total democracia na Arábia Saudita, no Kuwait e em outros países que os apóiam? Onde está o armamento químico que o Iraque teria? Será que os americanos, após dominarem o Iraque, não colocarão lá tal material químico para incriminar Saddam Hussein? E quem forneceu o tal material químico ao governo do Iraque na guerra contra o Irã? - Valdir Lempek

Meus calorosos cumprimentos ao chanceler Schröder por sua condenação à guerra ilegal contra o Iraque. Abaixo a arrogância com que Bush faz tabula rasa da carta da ONU e estimula o armamentismo. - Marcos Raposo

Saddam é culpado - O principal responsável pela catástrofe humana que pode ocorrer no Iraque é, sem dúvida, o próprio Saddam. A sua política desumana, massacrando seus opositores, produzindo armas químicas e de destruição em massa, e o incentivo ao terrorismo internacional, indenizando as famílias de terroristas, levou a essa reação dos aliados, na tentativa de prevenir catástrofes ainda maiores no próprio Oriente Médio, nos Estados Unidos ou em qualquer parte do mundo. - Márcia

A invasão anglo-americana no Iraque sem a permissão da ONU e sem maiores esforços para resolver a questão de maneira pacífica e civilizada é um acontecimento que coloca em jogo as relações internacionais de vários países e o respeito de todas as nações ao Conselho de Segurança da
ONU. O próprio fato da Grã-Bretanha ter entrado em discórdia com a Alemanha e a França coloca em risco o futuro da União Européia, já que os britânicos também resistem ao euro. Isso sem contar o apoio da Espanha e da Itália. Os bombardeios ao Iraque estão destruindo a estrutura de um país, cujos recursos são escassos e cuja população sofre com o embargo econômico há anos. É uma vergonha para a humanidade ver crianças e idosos, que já sofreram tanto com os abusos de Saddam Hussein, feridos em uma terra tão árida. - Juvani Lago Saturno

Coalizão da paz - Para nós, cidadãos comuns, é necessário que a Europa se posicione em seu lugar histórico de direito como um representante da liberdade e de bom senso. Parabéns aos países que fazem a coalizão da paz. - Maria Celeste Gomes de Souza

É constrangedor saber que há nações apoiando a guerra . Principalmente, se esses países estão localizados na Europa, que, pela maturidade e cultura, deveria ser a guardiã da paz. A violência está relacionada com o que existe de mais primitivo na natureza humana: inibe o altruísmo e os sentimentos nobres. Numa era virtual, os líderes devem estar atentos. Não existe espaço para "Saddams", "Bushs" e tantos outros que não dão cabo da missão que assumiram: conduzir o destino de suas nações, promovendo o desenvolvimento, tanto moral quanto espiritual, de sua população". - Cilene

Para o povo iraquiano, talvez a guerra traga benefícios a longo prazo, pois finalmente acabaria com o embargo econômico e seu povo podera viver melhor. Pena que, para tirar Saddam do poder, os EUA estejam usando o meio mais cruel. Para eles, interessa apenas o petróleo. - Joel Strobel, de Rondonópolis, MT

Se o que vale é a lei do mais forte, quem poderá deter a máquina americana? Bush já mostrou que não se constrange com a oposição diplomática da França, da Alemanha e da Rússia. O que podemos fazer para deter o império americano? - Paulo Rocha

Os EUA pensam que todas as pessoas são idiotas. Tudo isto é uma grande farsa para ludibriar os povos e tentar esconder a realidade de que os EUA e os ingleses continuam a ser os grandes saquedadores do mundo. Tudo o que está ocorrendo é em favor da cobiça insana destes povos que acreditam ser superiores ao resto do planeta. O mundo está sendo dominado pelo império da insanidade capitalista. Esperamos que alguma forte oposição seja instaurada e coloque as coisas em seus devidos lugares. Cadê os países do primeiro mundo? Onde estão as verdadeiras potências mundiais? Será que todo mundo abaixou as calças para os insanos? - Angela

Que não nos esqueçamos que os EUA financiaram Saddam Hussein na Guerra Irã-Iraque (1980-88), contra a revolução islâmica iraniana. Que não nos esqueçamos que os EUA financiaram Osama Bin Laden durante a invasão soviética no Afeganistão. Ambos foram armados até os dentes. Pelos EUA. Pelos interesses dos EUA. Que não nos esqueçamos que Saddam Hussein e Osama Bin Laden são "monstros" por matarem sem perdão e subjugarem minorias pelos seus interesses. Que não nos esqueçamos que George W. Bush foi o governador que mais mandou prisioneiros para a pena de morte (quando governava o estado do Texas). Que foi o presidente com menor índice de QI da história norte-americana. Não nos esqueçamos que os EUA financiaram ditaduras em diversos países latino-americanos, como Chile, Nicarágua, Argentina e Brasil, buscando criar o famoso "cordão sanitário" contra o comunismo. Ditaduras que mataram, feriram e deixaram um buraco não só na moral desses estados nacionais como em mães e pais, irmãs e irmãos, filhos e filhas. Isso não é democracia. E a propaganda norte-americana diz levar a democracia ao Iraque. Os americanos não sabem o que é isso. Foram educados com revistinhas do "Recruta Zero" e filmes que mostram espiões soviéticos "malvados " e, há dez anos, fazem o mesmo com Saddam Hussein. - Thomaz Xavier Carneiro


É uma covardia, atacar um país que há 12 anos sofre com os embargos comerciais e que começava a se desarmar sob os olhos de todo o planeta! Estourar bombas enormes sobre uma capital como Bagdá é um crime que deve ser punido pela Corte Penal Internacional. Houve desrespeito a decisões internacionais (ONU). Pessoas e patrimônios históricos são destruídos nessas guerras. Isto é um crime hediondo! Acho que existe uma boa parcela da população norte-americana que deve estar grandemente envergonhada do que o seu exército está fazendo agora mesmo em território iraquiano. - Gloria

Parabéns - Prezada redação brasileira da DW-WORLD: Parabenizo a operosa equipe pela demonstração de profissionalismo ao manter atualizadas as principais notícias sobre a guerra no Iraque. Fazemos votos de que esta guerra seja curta e com o menor número possível de vítimas. - Hans V.Martinez

DW-WORLD se reserva o direito de selecionar e editar as mensagens publicadas, para facilitar a compreensão, e/ou reduzir o tamanho do texto. Correspondências que incitem à violência ou apelem a termos ofensivos não serão considerados para publicação. As opiniões apresentadas nesta página são de exclusiva responsabilidade dos autores das mensagens.

Leia mais