A luta de jovens cineastas contra o preconceito, a censura e a violência | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 13.04.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

A luta de jovens cineastas contra o preconceito, a censura e a violência

Quanta coragem é preciso para fazer cinema nos dias de hoje? Conheça cinco jovens cineastas de diferentes países que enfrentam tudo e todos pela sétima arte.

Assistir ao vídeo 26:18
Ao vivo agora
26:18 min

Camarote.21 - Especial Jovens Cineastas

Nausheen Dadabhoy luta pelo direito das mulheres

"Eu sou a única mulher cinegrafista no Paquistão", diz Nausheen Dadabhoy. A cinegrafista é filha de paquistaneses, mas nasceu nos Estados Unidos. Como mulher e muçulmana, ela luta constantemente contra o preconceito.

 

Mohamad Hadadi enfrenta a censura no Irã

O cinegrafista iraniano Mohamad Hadadi vê a censura em seu país como um impulso para o seu trabalho. Ele está sempre à procura de novas formas de contar as histórias de seu país. Nem tudo é possível.

 

 

Popo Fan luta contra a homofobia na China  

Com seus documentários, o chinês Popo Fan luta pelos direitos dos homossexuais, bissexuais, travestis e transexuais - assunto ainda tabu no país. Os filmes do cineasta não têm permissão oficial para serem exibidos na China.

 


Muayad Alayan entre fronteiras políticas

O palestino Muayad Alayan é diretor e produtor. Os filmes dele são rodados na fronteira entre Israel e os territórios palestinos - apesar de todas as dificuldades que essa situação o impõe.

 

 

 

Pedro García denuncia a violência no México

"Todo mexicano é um alvo", afirma o editor de imagem Pedro García. Ele aponta a violência como um problema central no México. Seu documentário mostra a luta de um prefeito contra o narcotráfico.

Áudios e vídeos relacionados