1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

A família por trás da BMW

A herdeira da BMW Susanne Klatten é a mulher mais rica da Alemanha.

default

Susanne Klatten: Uma das paixões da herdeira da BMW é a privacidade

Susanne Klatten, de 43 anos, mãe de três filhos, herdou a fortuna do seu pai, o lendário industrialista Herbert Quandt, fundador do império de carros de luxo BMW.

Quando Quandt morreu, em 1982, ele deixou Susanne, o filho mais novo, Stefan, e sua terceira esposa, Johanna Quandt, comandando a BMW e outros bens. Os três controlam a maioria das ações da BMW.

Além dos 12,5% de ações herdadas pela BMW, Susanne recebeu do pai ações da Altana, uma das maiores e mais bem-sucedidas empresas químico-farmacêuticas da Europa. Herbert Quandt também deixou heranças para os filhos dos seus dois primeiros casamentos.

Stefan Quandt

Stefan Quandt não é tão rico quanto a irmã

Hoje em dia, a riqueza de Klatten é calculada em torno de 7,8 bilhões de euros, o que a posiciona em quarto lugar na lista dos mais ricos alemães, como foi publicado em outubro pela Manager Magazine. Já a quantia de Stefan Quandt, irmão de Susanne, foi avaliada em 5,5 bilhões de euros. Ele é o número 11 da mesma lista. Embora muito reservado, o elegante bilionário de 38 anos freqüentemente compõe a lista dos solteirões mais cobiçados.

Estágios com nomes fictícios

Johanna, mãe de Klatten, foi a secretária que trabalhou mais tempo com Herbert Quandt, além também de ter sido a sua última e terceira esposa. Ela possui uma fortura estimada em 4,2 bilhões de euros. Na lista das mulheres mais ricas do mundo, Klatten ocupa o oitavo lugar e Johanna, o décimo.

Depois de terminar o ensino médio, Susanne Klatten estudou Administração e Economia em Frankfurt e mais tarde fez mestrado em Administração em Lausanne, na Suíça. Porém, muito do que ela aprendeu foi através de estágios realizados nas empresas de sua própria família. Para conseguir essas posições, ela usou nomes fictícios.

Na fábrica da BMW em Regensburg, na Baviera, Klatten fez um estágio usando o nome de Susanne Kant. Lá ela encontrou o engenheiro Jan Klatten, que não fazia idéia de quem ela era. "Eu queria saber se ele realmente me amava", mencionou ela. O casal casou-se em 1990.

Riqueza e privacidade extremas

Klatten possui uma excepcional vida privada. Quase nunca é entrevistada, nem vista em público. O desejo por privacidade talvez seja atribuída a uma tentativa de seqüestro que sofreu aos 16 anos.

Quando ela está em público, observadores freqüentemente comentam que Klatten, a vistosa mulher de cabelos curtos e largo sorriso, tem elegância para se vestir, mas não tem estilo. Muito pouco é sabido sobre a sua vida pessoal, exceto que ela, o marido, e os três filhos vivem em Munique. Ela concedeu apenas uma única entrevista em sua carreira, para a biografia de Quandt feita por Rudiger Jungbluth. De acordo com o tablóide Bild, ela contou a Jungbluth que sua vida é "multifacetada".

De 1989 a 1990, Klatten trabalhou como assistente administrativo da gerência do grupo de mídia Hubert Burda. Depois de aprofundar seus estudos em Boston, ela começou a assistir encontros corporativos da empresa. Em 1993, ela ingressou no conselho fiscal da Altana e transformou a companhia em uma corporação de classe mundial.

Juntando-se ao grupo BMW

Johanna Quandt

Johanna Quandt é a décima mulher mais rica do mundo

Em 1997, ela e seu irmão assumiram o posto da mãe na BMW. Hoje, ela concentra sua energia quase que exclusivamente na empresa. Como membro da presidência, Klatten ajudou a companhia a se recuperar do fracasso da compra da Rover, no ano 2000. Quando as consequências do erro se salientaram, Klatten sentiu a necessidade de remover o então presidente da BMW, Bernd Pischetsrieder.

Durante a Segunda Guerra Mundial, o crescimento súbito da fortuna da BMW aconteceu com o trabalho forçado de prisioneiros, que freqüentemente trabalhavam em condições miseráveis. Hoje, a fundação de Quandt dá dinheiro para projetos de caridade e para os sobreviventes de trabalhos forçados e suas famílias.

Susanne e o irmão Stefan ainda herdarão as ações de sua mãe, que completará 80 anos. "Nós não estamos mantendo nossas ações para nossos egos", disse Klatten à revista Stern. "Nós queremos as coisas tranqüilas, as pessoas gostam disso."

Leia mais