″A Europa está numa encruzilhada″, discursa Merkel no parlamento | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 05.05.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

"A Europa está numa encruzilhada", discursa Merkel no parlamento

Chanceler federal defende que futuro da União Europeia está ligado ao sucesso econômico da Grécia, e pede empenho de políticos para votar crédito de 22,4 bilhões de euros para o país endividado.

default

Angela Merkel discursa no Parlamento alemão

Diante da forte oposição interna contra o pacote de ajuda financeira à Grécia, a chanceler federal alemã, Angela Merkel, deixou clara sua visão sobre o cenário atual.

"A Europa está numa encruzilhada e não deve ter ilusões sobre a gravidade da sua situação", declarou nesta quarta-feira (05/05) no Bundestag, câmara baixa do parlamento alemão.

O discurso de Merkel antecede a votação da lei sobre o crédito de 22,4 bilhões de euros concedido a Atenas, agendada para a próxima sexta-feira. Com caráter de recomendação, a comissão orçamentária do Bundestag já aprovou na quarta-feira o projeto de lei apresentado pelo Gabinete Federal. A maioria foi alcançada pelos partidos do governo – União Democrata Cristã (CDU) e Partido Liberal Democrático (FDP). Social-democratas (SPD) e verdes se abstiveram, os especialistas em orçamento de A Esquerda votaram contra.

Futuro ameaçado

Na opinião da chanceler federal, se o plano de resgate grego não funcionar, os demais países europeus terão o mesmo fim. "Trata-se, nada mais, nada menos, do que do futuro da Europa e, portanto, da Alemanha na Europa", alertou.

Para Merkel, uma das lições da crise grega seria a necessidade de rever o Pacto de Estabilidade. Ela sugeriu ainda que aqueles que violarem o pacto que liga os países da zona do euro sejam mais duramente punidos – por exemplo, com o corte de fundos europeus e a retirada temporária do direito de voto.

Merkel pediu que todos os políticos alemães assumam a responsabilidade diante da situação. "Hoje, os olhos da Europa estão voltados para a Alemanha. Sem nós ou contra nós nenhuma decisão será tomada.

Forte oposição

Frank-Walter Steinmeier, líder de bancada da oposição social-democrata, foi duro nas críticas: "Nenhum governo alemão conseguiu desperdiçar tanto respeito e confiança em tão pouco tempo quanto a senhora. Onde estava a liderança? Onde estava a gestão de crise, Senhora Merkel? Nós não vimos nada".

Steinmeier não deixou claro se sua bancada votará a favor do pacote de ajuda proposto pelo governo alemão. O chefe da bancada verde, Jürgen Trittin, ressaltou que a longa hesitação da chanceler federal custou muito dinheiro à Alemanha, à Europa e à Grécia.

NP/dpa/lusa/rts
Revisão: Augusto Valente

Leia mais