1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

A caminho do desenvolvimento sustentável

O ministério do Meio Ambiente apresentou relatório sobre as perspectivas para um desenvolvimento ecologicamente correto na Alemanha. Além disso, os celulares passarão a ter um indicador de baixa radiação.

default

Ministro alemão do Meio Ambiente, Jürgen Trittin

A Alemanha vai bem em termos ecológicos, porém permanecem as deficiências na utilização da energia e das matérias primas. Esta foi a conclusão do estudo "Desenvolvimento sustentável na Alemanha", apresentado nesta quinta-feira (7), em Berlim, na presença do ministro do Meio Ambiente, Jürgen Trittin. O relatório contém suas metas ecológicas até 2030.

Segundo o presidente do Departamento Federal do Meio Ambiente, Andreas Troge, um desenvolvimento duradouro e ecológico exige "coragem e imaginação para abandonar os caminhos usuais". A Alemanha precisa parar de desperdiçar recursos; o lema "aproveite agora, pague depois" não vale mais. A questão não é simplesmente consumir menos, mas sim de maneira diferente, sublinhou o político. Assim, é necessário investir em energias alternativas, como a eólica. A defesa da biodiversidade e o aproveitamento de áreas são igualmente campos a serem repensados.

Uma prova de que a Alemanha está no bom caminho é o nível de emissão de gases causadores do efeito estufa, que caiu mais de 18%, em relação a 1990. O consumo de energia também reduziu-se em cerca de 5%, fato que não impediu um aumento do PIB de mais de 11%, no mesmo período.

Índice norte-americano é falho

Insistindo que seu país está na vanguarda mundial da proteção do meio ambiente, Trittin criticou o environmental sustainability index (ESI – índice de sustentabilidade ambiental), estabelecido por especialistas norte-americanos. Segundo o ministro, este apresenta falhas metodológicas, ignorando critérios como a densidade demográfica. Por isso, dentre os 142 países examinados, a Alemanha ocupa apenas o 54º lugar.

As medidas para incentivar o transporte ferroviário de carga também continuam em franco andamento: "Vamos investir anualmente um milhão de euros na expansão da rede ferroviária, nos próximos dez anos", anunciou Trittin. Além disso, ele vai impor o anunciado pedágio para caminhões.

Por sua vez, Troge pediu novas mudanças na política de transportes. Entre outras medidas, seria necessária uma tributação mais alta das empresas aéreas, que no momento são dispensadas do imposto sobre o óleo mineral.

Selo ecológico para celulares

O ministro alemão do Meio Ambiente anunciou que representantes do governo e empresários se reunirão em meados de fevereiro, a fim de deliberar sobre um indicador de baixa radiação para os telefones celulares. Assim, o consumidor saberia de imediato qual o grau de risco para saúde do produto, sem precisar ler as instruções de uso. Trittin comparou este selo de qualidade ao "Anjo Azul", que há 25 anos assinala na Alemanha os produtos ecologicamente corretos.

Leia mais

Links externos

  • Data 09.02.2002
  • Autoria (av)
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://p.dw.com/p/1pr9
  • Data 09.02.2002
  • Autoria (av)
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://p.dw.com/p/1pr9