1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Calendário Histórico

1985: Astronautas alemães a bordo da Challenger

Em 30 de outubro de 1985, foi lançada do Cabo Canaveral, na Flórida, a primeira nave Challenger, levando a bordo dois astronautas alemães, que comandavam as pesquisas científicas do empreendimento.

default

Equipe da Challenger, da esq. para dir., na frente: Ernst Messerschmid, Wubbo Ockels, Steven Nagel, e Guion Bluford, atrás: Henry Hartsfield, Bonnie Dunbar, James Buchli e Reinhard Furrer

A Challenger lançada em 30 de outubro de 1985 da Flórida aterrissou em 6 de novembro na Califórnia. Entre os oito astronautas a bordo do ônibus espacial, encontravam-se Ernst Messerschmid e Reinhard Furrer, cientistas alemães que comandavam as experiências realizadas a bordo – num total de 75.

Era a missão D-1, uma cooperação entre as agências espaciais americana e alemã, cuja principal meta era fazer observações, coletar dados e realizar experimentos em áreas como navegação, ciência dos materiais, biologia e física, com ênfase na pesquisa da microgravidade.

Os experimentos trouxeram em parte resultados surpreendentes. Na medicina, por exemplo, eles resultaram na correção de uma teoria sobre o sentido do equilíbrio – mais propriamente sobre a coordenação da visão e da audição – contemplada com o Prêmio Nobel e era doutrina válida até então.

Ulf Merbold Raumfahrt Jahrestag

Ulf Merbold, a bordo da nave Columbia em 1983

De Bremen para o espaço sideral

O laboratório espacial a bordo da Challenger, o Spacelab, havia sido desenvolvido a partir de 1974 em Bremen, por incumbência da Agência Espacial Europeia (ESA). Com sua forma cilíndrica, um comprimento de 7,5 metros e diâmetro de 4,5 metros, o laboratório cabia exatamente no compartimento de carga do ônibus espacial desenvolvido na mesma época nos EUA. Ele foi lançado pela primeira vez a bordo do Columbia, em 1983, levando o primeiro astronauta alemão a voar para o espaço, Ulf Merbold.

O Spacelab foi utilizado em 22 missões espaciais no decorrer de 15 anos, tendo levado a bordo, ao todo, 149 astronautas. Em 1999, retornou à cidade em que fora construído e está exposto num pavilhão especial do Aeroporto de Bremen dedicado à aeronáutica e à astronáutica.