1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Calendário Histórico

1974: Restrição aos comerciais de cigarro na Alemanha

No dia 18 de junho de 1974, o Bundestag decidiu limitar a propaganda de produtos à base de tabaco, numa tentativa de diminuir o número de consumidores e protegê-los das consequências nocivas do fumo.

default

A proibição da propaganda de cigarros no rádio e na TV é um assunto polêmico. Apesar da restrição legal, o número de fumantes na Alemanha manteve-se constante desde 1974. Enquanto uns duvidam do efeito da propaganda do fumo nos meios de comunicação, especialistas como Klaus Hurrelmann, de Bielefeld, estão convencidos de que ela induz ao vício, sobretudo os jovens.

Pesquisas publicadas em Londres, em 1998, demonstraram que, nos países da OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico), depois da proibição da propaganda, os adultos passaram a fumar 3,3% mais do que nos países em que a publicidade foi apenas limitada.

Fuma-se mais justamente em países europeus, como a Itália, Portugal, França e Noruega, onde a propaganda do fumo é totalmente proibida. O número de jovens fumantes também aumentou na Finlândia, Suécia, Noruega e nos Estados Unidos, depois que os governos desses países decidiram restringir a publicidade da indústria de cigarros.

Seguindo o exemplo norte-americano

Já em 1965, o governo britânico havia proibido os anúncios de produtos à base de tabaco na televisão. Para evitar o mesmo na Alemanha, a indústria tabagista anunciou uma limitação espontânea nas suas campanhas. Em 1969, a ministra alemã da Saúde apresentou um projeto de lei para uma reforma geral na legislação sobre os alimentos.

O assunto foi levado a sério em 1971, quando os Estados Unidos proibiram anúncios de cigarros nas emissoras de rádio e tevê. Neste mesmo ano, o Bundestag (parlamento alemão) aprovou uma nova lei dos alimentos, que envolvia a proteção dos consumidores em relação ao fumo. Para não estimular os jovens, as propagandas só mostravam fumantes que tivessem mais de 30 anos.

A partir de 1972, mais uma vez de forma espontânea, a indústria desistiu dos anúncios na televisão. Mesmo assim, em 1974, o Parlamento Alemão acabou reforçando a proibição.

Leia mais