1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Calendário Histórico

1960: Atleta alemão Armin Hary é o primeiro a correr os 100m em 10s

No dia 21 de junho de 1960, em Zurique, o velocista alemão Armin Hary correu duas vezes os 100 metros em 10 segundos: na época, recorde mundial.

default

Armin Hary (à frente)

A autoconfiança do velocista alemão Armin Hary teve certamente uma parcela de responsabilidade no seu êxito nas pistas. Nunca lhe faltou a audácia de empregar a sua grande capacidade de reação e disparar como um raio – para ele foi criada a expressão blitzstart, a arrancada fulminante.

Em 1958, Hary havia conquistado o campeonato europeu de distâncias curtas e pretendia repetir a vitória em Zurique, às 22 horas do dia 21 de junho de 1960. Só dez horas antes, haviam lhe comunicado que poderia participar da competição, pois a Federação Alemã de Atletismo pretendia poupar os esportistas convocados para as Olimpíadas.

Falha na largada

Já na primeira prova dos 100 metros rasos em Zurique, o alemão havia corrido a distância em 10 segundos (nesta época só havia cronômetros manuais, sem os décimos de segundo). A prova, entretanto, teve que ser repetida, por causa de uma falha na largada. Nenhum problema para o superatleta, que mais uma vez repetiu o melhor tempo. Aliás, ele já havia percorrido os 100m em 10 segundos dois anos antes, na Alemanha, mas o recorde não foi reconhecido porque a inclinação da pista estava 9 milímetros acima do permitido.

Apesar de ter passado a figurar na galeria dos melhores atletas do mundo, nunca ganhou tanto reconhecimento na Alemanha. Nem quando venceu a prova na Olimpíada de Roma, também em 1960. Título que ele qualificou como muito mais importante do que um recorde mundial. "O recorde volta a ser quebrado, mas a vitória olímpica fica para sempre", afirmou.

Sua personalidade reservada, entretanto, fez com que amaldiçoasse esta vitória alguns anos depois, por causa do assédio da imprensa. Ele não queria ser motivo de tanto barulho na opinião pública. Este talvez tenha sido o motivo pelo qual sua fama não reverteu em êxito financeiro. Ele trocou duas vezes de patrocinador e chegou a ser suspenso por falsificar uma conta. Sua carreira foi encerrada em 1961. Aos 24 anos de idade, uma lesão no joelho, sofrida num acidente de carro, tornou-o inválido para as pistas.

Leia mais