1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Calendário Histórico

1872: Iniciada a construção da Casa dos Festivais de Wagner

No dia 22 de maio de 1872, o compositor alemão Richard Wagner conseguiu realizar um sonho: lançou, na cidade de Bayreuth, a pedra fundamental de uma casa de espetáculos grande o suficiente para a execução de suas obras.

default

Festspielhaus: Dom Pedro 2º compareceu à inauguração

As casas de espetáculos daquele tempo eram muito pequenas para as obras de Wagner. Com o apoio de Ludwig 2º e de várias "sociedades Wagner" espalhadas por toda a Europa, o músico construiu, na pequena cidade de Bayreuth, a meio caminho entre a Baviera e a Prússia, a Festspielhaus, a sede dos festivais.

A primeira edição do consagrado Festival de Bayreuth aconteceu em 1876. Até hoje, a festa atrai milhares de pessoas e faz parte do calendário erudito europeu. Na estreia, estavam presentes, além de Ludwig 2º, o imperador Guilherme e o imperador do Brasil, Dom Pedro 2º.

Durante 20 anos, Richard Wagner vinha sonhando com o projeto. Ele acabou sendo concretizado pouco antes da conclusão da tetralogia O Anel do Nibelungo, formada pelas óperas O ouro do Reno (1854), As Valquírias (1856), Siegfried (1859) e Crepúsculo dos Deuses (1874).

Festival gratuito para amantes da música

O historiador e professor de música Hans Meyer, da Universidade de Tübingen, explica que a ideia inicial do "revolucionário Wagner" era construir uma casa de espetáculos especialmente para o Nibelungo, de preferência às margens do Reno ou do Meno. Ele pretendia construir um prédio para um único festival wagneriano, que seria gratuito para estudantes e apaixonados pela sua música.

A ideia, exótica para a época, ficou na teoria. Ninguém queria financiar uma construção que seria destruída pouco tempo depois. Em meados dos anos 60 do século 19, aconteceu praticamente um milagre: o rei Ludwig 2º da Baviera fez amizade com o jovem compositor alemão e começou a financiar seu projeto, mas exigiu que fosse realizado na Baviera.

A escolha acabou recaindo sobre Bayreuth, mantendo-se a ideia de um teatro praticamente provisório, que não teria requintes no auditório, mas investiria nos recursos cênicos. O arquiteto Otto Brückwald, aluno de Gottfried Semper (famoso pela Ópera de Dresden), foi incumbido de chefiar o projeto. A pedra fundamental foi lançada em 22 de maio de 1872, data em que Richard Wagner completou 59 anos.

Encenação sem pompas

Embora a construção tivesse demorado apenas um ano e meio, a primeira apresentação aconteceu somente em 13 de agosto de 1876, devido a problemas financeiros. Wagner e sua esposa investiram tudo o que tinham e mesmo assim não conseguiram concretizar o sonho. Até que novamente o rei intercedeu e possibilitou uma encenação básica. Wagner foi obrigado a desistir de toda a pompa que havia previsto para sua ópera.

Após a estreia, Wagner lamentou não ter podido concretizar seu sonho por inteiro. O festival, entretanto, continua se repetindo todos os anos, durante o verão europeu, no mesmo local. Fãs de Wagner do mundo inteiro disputam os ingressos, que chegam a esgotar já anos antes. Os altos preços, no entanto, não estão de acordo com a ideia original do compositor. O que ficou daquela época é o tipo de assento: simples cadeiras dobráveis de madeira.

O imperador brasileiro Dom Pedro 2º, um grande admirador de Wagner, colaborou com a construção da casa de espetáculos de Bayreuth. O monarca desejava muito que Carlos Gomes fosse estudar música na Alemanha. Gomes, entretanto, preferiu a Itália.