1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Calendário Histórico

1847: Primeiro serviço de meteorologia da Prússia

No dia 17 de outubro de 1847 foi fundado em Berlim o Serviço Real de Meteorologia da Prússia. O rei Frederico Guilherme 4º ordenou e o cientista Alexander von Humboldt seguiu as ordens.

Neve diante do Portão de Brandemburgo, um dos símbolos da antiga Prússia

Neve diante do Portão de Brandemburgo, um dos símbolos da antiga Prússia

Já no ano 473 a.C., Hekataios havia reconhecido a influência do clima sobre a natureza humana. Algumas gerações mais tarde, Poseidonis explicou o surgimento do granizo, do raio, das nuvens e da chuva. Erupções de vulcões, temporais e terremotos não eram fáceis de entender – por isso não eram raras as lendas que surgiam em torno desses fenômenos.

Observações consequentes sobre o tempo começaram a ser feitas a partir de meados do século 15. A prática dos agricultores datada de 1508 é considerada a obra meteorológica mais velha da Alemanha. O reconhecimento de que "se o sol raia muito forte durante a Candelária (Festa da Purificação da Virgem, celebrada a 2 de fevereiro), vai haver ainda mais neve e gelo" servia aos agricultores alemães da Idade Média como regulador das datas da colheita.

O fato de que o abade Mauritius Knauer, ao olhar um dia para o céu, concluiu que "o tempo se repetiria a cada sete anos, porque a terra é regida por sete planetas diferentes", não pareceu incomodar ninguém na época. Somente em meados do século 19 é que os militares substituíram quiromancias, astrologias, observações feitas através de "vidrinhos de mercúrio" e adivinhações pela observação sistemática da pressão atmosférica, temperatura, precipitações e movimentos do ar.

A ferramenta necessária já estava à disposição: Galileu já havia construído o termômetro; seu discípulo Evangelista Torricelli havia inventado o barômetro para verificar a pressão atmosférica e, para medir a umidade do ar, havia os higrômetros.

Inicialmente cem estações

O Serviço Imperial de Meteorologia da Prússia, criado com festividades a 17 de outubro de 1847, mantinha cem estações espalhadas por todo o território. Se no início as leituras dos dados ainda eram feitas usando as carruagens dos correios como meio de locomoção, mais tarde o serviço de meteorologia acompanhou o desenvolvimento da técnica e os resultados das previsões eram transmitidos por telégrafo.

Em 1854, foi iniciada a cooperação internacional entre os "profetas do tempo". O fato que desencadeou essa cooperação foi o naufrágio de uma frota francesa durante um temporal no Mar Negro, que poderia ter sido previsto. Por telégrafo, os franceses poderiam ter sido alarmados pelos ingleses. Em 1861, o meteorologista inglês Robert Fitzroy fez as primeiras previsões de tempestades para navios em direção ao alto-mar.

Em 1876, foram feitas as primeiras previsões oficiais do tempo no país, destinadas às embarcações que navegavam pela costa. Meio ano mais tarde, foi dado um grande passo: a primeira previsão oficial do tempo divulgada ao povo, entretanto ainda em linguagem muito complicada.