1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Calendário Histórico

1613: Estreia de "Henrique 8º", de Shakespeare

No dia 29 de junho de 1613 estreou a peça "Henrique 8º", em que William Shakespeare encenou as tramas de poder dentro da corte e a história amorosa do rei inglês.

default

William Shakespeare (1564–1616)

As desventuras conjugais do rei inglês Henrique 8º foram transformadas numa peça de teatro por William Shakespeare. O drama baseia-se exclusivamente em acontecimentos históricos. O primeiro divórcio, o segundo casamento, o nascimento de Elizabeth 1ª. Daí o título original: All is true – tudo é verdade. As edições posteriores das obras completas de Shakespeare deram um novo título à peça: Henrique 8º.

Catarina de Aragão foi a primeira esposa de Henrique 8º. Após 23 anos de casamento e cinco filhos, dos quais quatro morreram e apenas uma menina sobreviveu, o rei declarou-se farto da esposa. Um novo casamento, com Ana Bolena, uma dama de companhia da rainha, deveria trazer-lhe o almejado herdeiro do trono. Mas as autoridades eclesiásticas de Roma recusaram-se a anular seu casamento.

Sem titubear, Henrique 8º rompeu com o Papa e a Igreja Católica romana. Para realizar seu divórcio, ele fundou a Igreja Anglicana, da qual se declarou chefe. Mas também alguns integrantes leigos da corte protestaram contra a arbitrariedade do rei.

80 anos depois

Tudo isso já havia ocorrido há exatamente 80 anos, quando William Shakespeare escreveu, em 1613, uma peça sobre o jogo de amor, poder e política do rei Henrique 8º. Por falta de conhecimento próprio, ele buscou apoio em outras fontes: a crônica inglesa do historiador Holinshed e as biografias de mártires cristãos de John Foxe lhe forneceram fatos comprovados. Além disso, é bastante provável que John Fletcher, um colega escritor de Shakespeare, tenha participado como coautor do texto.

A peça é a reportagem de um escândalo em forma dialógica. Sem dúvida fascinante para os contemporâneos de Shakespeare. Faltaram, no entanto, os conflitos teatrais entre o dever e o desejo, entre o amor e a determinação, que a teriam transformado numa peça de validade universal. É por isso que Henrique 8º, de Shakespeare, desapareceu dos repertórios teatrais de hoje.

A grande cena final da peça foi, ao mesmo tempo, uma reverência de Shakespeare à sua protetora: é o batismo da filha recém-nascida de Henrique 8º, a futura rainha Elizabeth 1ª.

Shakespeare fez a encenação de estreia de forma bombástica. Na cena do batismo, mandou que fossem disparadas salvas de canhão. Uma delas provocou um incêndio no telhado colmado do teatro, que terminou inteiramente destruído pelo fogo. O lema de Shakespeare tornara-se realidade: o mundo inteiro é um teatro.