1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Última rodada das Eliminatórias define sete vagas diretas na Copa

Na Europa, Rússia e Espanha estão praticamente garantidas no Mundial, e Bósnia-Herzegovina pode obter classificação inédita. Na América, Uruguai e México precisam de milagres para evitar repescagem.

default

A seleção espanhola, atual campeã mundial, só ficará de fora da Copa ante um desastre

Cinco seleções europeias já se classificaram para a Copa de 2014, e as quatro vagas diretas restantes serão definidas nesta terça-feira (15/10). Para Rússia e Espanha, a classificação, seguindo a normalidade, é apenas uma formalidade. Um empate contra Azerbaijão e Geórgia, respectivamente, já basta para carimbarem o passaporte para o Brasil. A Inglaterra também depende só de si, precisando vencer a Polônia, em casa. O mesmo se aplica à Bósnia-Herzegovina, que com uma vitória sobre a Lituânia irá a seu primeiro Mundial.

A emoção desta última rodada das Eliminatórias Europeias está reservada para as disputas pelos segundos lugares nos grupos e, consequentemente, a chance de classificação através da repescagem. O sorteio dos jogos de mata-mata será em 21 de outubro e, destes confrontos, sairão os últimos quatro representantes da Europa, que enviará 13 seleções à Copa. Croácia e Suécia já estão garantidos nos playoffs.

Calculadora em mãos nos grupos B, D e E

No Grupo B, quatro equipes ainda têm chances de terminar em segundo lugar, atrás da Itália, já qualificada. A Dinamarca (13 pontos) recebe o lanterna do grupo, Malta, e deve somar três pontos. Os dinamarqueses, porém, não dependem só de si, a não ser que derrotem Malta por no mínimo sete gols de diferença.

A Bulgária, também com 13 pontos, mas com melhor saldo de gols, assegura a segunda colocação derrotando a República Tcheca, em casa. Os tchecos, com 12 pontos, ainda alimentam as esperanças de uma vaga na repescagem, mas precisam, além de vencer a Bulgária, torcer para que a Dinamarca não vença Malta.

Pior para a Armênia, que precisa torcer para que os dinamarqueses não vençam e que a partida entre Bulgária e República Tcheca termine empatada, além de ter que derrotar a Itália, em Napoli. A equipe que ficar em segundo lugar neste grupo corre o sério risco de, mesmo assim, ficar fora dos playoffs, já que o pior segundo colocado dos nove grupos é automaticamente eliminado.

Fußball WM-Qualifikation 2014 - Türkei vs Niederlande

Os turcos, atualmente em segundo lugar, enfrentam a já classificada Holanda em casa

Os quatro candidatos do grupo B precisam ficar atentos ao que vai acontecer no grupo D. As chances de Bulgária, Dinamarca, República Tcheca e Armênia estão nas derrotas de Turquia, Romênia e Hungria. Os turcos, atualmente em segundo lugar com 16 pontos, enfrentam a já classificada Holanda, em casa.

A Turquia depende só de si, mas tem que derrotar a ainda invicta Holanda, se não quiser ter que depender do resultado entre Romênia e Estônia e Hungria e Andorra – dois duelos nos quais as equipes da casa tendem a sair vencedoras. Uma goleada por quatro ou mais gols de diferença para a Romênia selará a segunda colocação mesmo com vitória turca em Istambul.

Também no grupo E , a vaga direta para o Mundial já tem dono: a Suíça. Na corrida pela segunda colocação estão Islândia e Eslovênia. A maior surpresa das Eliminatórias, a Islândia, soma 16 pontos e precisa derrotar a Noruega, fora de casa, ou torcer para que a Eslovênia, com 15, não vença a Suíça, também fora de casa, para continuar sonhando com a histórica e inédita participação em uma Copa.

Só um desastre tira Rússia e Espanha

No grupo F, só um milagre tira a vaga da Rússia. Os russos têm três pontos de vantagem sobre Portugal e precisam apenas de um empate contra o Azerbaijão. Já os lusos precisam torcer por uma derrota russa e golear Luxemburgo por no mínimo sete gols de diferença. E isso sem poder contar a principal estrela, Cristiano Ronaldo, suspenso por acúmulo de cartões amarelos.

A situação é a mesma no grupo I. A Espanha lidera com três pontos de vantagem sobre a França e precisa apenas de um empate contra a Geórgia. A França torce por uma derrota espanhola e precisa derrotar a Finlândia por ao menos três gols de diferença. Os franceses, por sinal, reclamaram do critério que define o sorteio da repescagem e pretende pedir à Fifa que reveja o atual modelo antes do sorteio dos confrontos.

Os cabeças de chave são definidos pelo ranking da Fifa, e a França ocupa apenas a 25ᵃcolocação. Desta forma, deve enfrentar um oponente mais difícil. A Federação Francesa de Futebol alega que, como o grupo I tem apenas cinco participantes, ela teve menos partidas para somar pontos, uma desvantagem em relação às seleções que estão em grupos com seis.

Bósnia-Herzegovina perto de feito histórico

Fußball WM-Qualifikation 2014 - Nationalmannschaft Bosnien-Herzegowina

Os bósnios: feito histórico perto

A disputa mais interessante pelas vagas está no grupo G. Bósnia- Heerzegovina e Grécia estão empatados com 22 pontos, mas o bósnios levam uma vantagem gigantesca no saldo de gols: 23 a 6.

A Bósnia-Herzegovina, que falhou na primeira tentativa de ir a um Mundial quando foi eliminada por Portugal na repescagem para a Copa de 2010, está ainda mais perto de sua primeira participação. Basta vencer a Lituânia, fora de casa, ou torcer para que a Grécia não consiga um resultado melhor contra o saco de pancadas Liechtenstein.

Memórias voltarão à tona quando Inglaterra e Polônia se enfrentarem pelo grupo H. Nas Eliminatórias para a Copa de 1974, os ingleses não passaram de um empate por 1 a 1 e ficaram de fora do Mundial. Desta vez, os poloneses já estão eliminados, mas poderão assim mesmo evitar a 14ᵃparticipação da Inglaterra em Mundiais.

Os ingleses, com 19 pontos, lideram o grupo, mas com apenas um ponto de vantagem sobre a Ucrânia, que enfrenta a pior seleção das Eliminatórias, San Marino. Montenegro corre por fora por uma vaga na respescagem, mas precisaria de uma improvável derrota dos ucranianos, além de vencer a Moldávia.

Com o grupo A e o grupo C já definidos – Bélgica e Alemanha classificados e Croácia e Suécia garantidos na segunda posição – os jogos destes grupos, em tese, servem apenas para que croatas e suecos somem pontos para o ranking da Fifa e, assim, serem cabeças de chave na repescagem.

Uruguai e México: risco de repescagem

Fußball WM-Qualifikation 2014 - Ecuador vs. Chile

O equatoriano Cristian Benítez, morto em julho, disputa bola com Arturo Vidal

Decisão também para as últimas três vagas diretas nas Américas. Na quarta-feira (16/10), Chile e Equador se enfrentam e um empate classifica ambas as seleções. Em contrapartida, o Uruguai, para obter uma vaga direta, precisa torcer para que esse confronto tenha um vencedor e ainda derrotar a líder Argentina por no mínimo cinco gols de diferença.

Se vale de consolo, os uruguaios estão ao menos garantidos na repescagem, já que a Venezuela, dois pontos atrás, não tem mais partidas a disputar. A já classificada Colômbia joga por uma vitória contra os paraguaios e para assegurar, assim, a condição de cabeça de chave em 2014.

A última vaga direta a ser definida nesta semana está nas mãos de Honduras. Com 14 pontos, três a frente do México, os hondurenhos necessitam apenas de um empate contra a Jamaica, fora de casa. Os mexicanos, por outro lado, torcem por uma derrota hondurenha e precisam vencer a Costa Rica, fora de casa, por dois gols de diferença.

Atualmente em quarto lugar – posição que dá o direito de disputar uma vaga ao Mundial contra a Nova Zelândia – os mexicanos ainda correm o risco de ficarem de fora até mesmo da repescagem. Caso percam da Costa Rica, e o Panamá vença os Estados Unidos, serão os panamenhos que vão enfrentar os campeões da Oceania.

Leia mais