1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Ópera de brasileira estréia na 8ª Bienal de Munique

A ópera é uma produção ousada, onde o palco é aliado à internet. Uma mistura de elementos modernos e tradicionais em um musical envolvente.

default

Cena da ópera "O Cristal de Orfeu"

O Cristal de Orfeu é uma combinação da nova mídia e tecnologia com a forma artística tradicional da ópera, que faz uma releitura do teatro musical. A peça se desenrola em dois meios de comunicação completamente diferentes: o palco e a internet.

A versão virtual já está na internet desde outubro de 2001. Quem acessar vai se deparar com um site enigmático, com uma imagem desfocada na página principal. A idéia é justamente instigar o internauta e fazê-lo desvendar os segredos da ópera e mergulhar no mundo de Orfeu. A cada clicada uma nova janela é aberta, com trechos da música composta especialmente para este trabalho, frases do libreto e uma nova perspectiva visual.

A estréia mundial desta ópera moderna acontece na noite desta sexta-feira (03) em Munique, durante a 8ª Bienal do Teatro Musical, e promete ser um espetáculo singular. Com o uso de equipamentos altamente sofisticados, a ópera será encenada de forma interativa, unindo, via internet, os atores e a orquestra com músicos de outros países.

O responsável pela parte sonora interativa é o compositor Georg Hajdu, especialista em informática musical, que criou um programa para esta ópera usando a tecnologia "streaming", que permite a transmissão contínua de áudio e vídeo pela internet.

Músicos em Amsterdã, Nova York e São Francisco estarão acompanhando na tela de seus computadores o desenrolar da peça em tempo real. Como se estivessem em Munique, eles tocarão seus instrumentos, cujo som será transmitido ao teatro e projetado nos alto-falantes, praticamente sem defasagem.

Orfeu moderno - O Cristal de Orfeu é baseada na obra homônima Orfeu, uma composição de 1607 do italiano Cláudio Monteverdi, e considerada a primeira ópera da história da música com ampla participação orquestral. A peça relata a história de Orfeu, que após perder sua amada Eurídice, consegue entrar no inferno em busca de sua alma. A ópera que estréia em Munique usa esses elementos para relatar uma nova versão sob a perspectiva contemporânea.

Presença brasileira - O libreto de O Cristal de Orfeu foi escrito pela brasileira Simone de Mello, que reside em Berlim. O compositor da ópera é Manfred Stahnke e a direção musical está a cargo de Peter Hirsch. Já o site da internet foi concebido pela designer Bettina Westerheide.

Interativo - Internautas de todo o mundo poderão acompanhar O Cristal de Orfeu em seus computadores. Neste dia 3, o espetáculo começa às 20h00 (15h00 no Brasil). As próximas apresentações serão nos dias 4 de maio às 22h00 (17h00 no Brasil) e dia 6 de maio às 20h00 (15h00 no Brasil).

Links externos