1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Índia e EUA anunciam acordos bilaterais

Durante visita de Obama a Nova Déli, presidente americano e primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, mostram sintonia e chegam a acordos nas áreas de cooperação nuclear civil e comércio.

Índia e Estados Unidos anunciaram neste domingo (25/01) um acordo de cooperação nuclear civil que vinha se arrastando por seis anos, além de progressos em acordos nas áreas de defesa e comércio. O presidente americano, Barack Obama, que chegou neste domingo a Nova Déli, ressaltou a jornalistas que os dois países reafirmaram uma nova declaração de amizade que deverá aproximar laços.

Os dois pontos de discórdia que se colocavam como obstáculos eram as rígidas leis de responsabilidade nuclear da Índia, que impediam empresas americanas de fazer negócios no país, e a insistência dos Estados Unidos em rastrear material físsil fornecido pela Índia.

Segundo o embaixador americano na Índia, Richard Verma, o governo indiano formará consórcios de seguros que irão ressarcir empresas americanas em caso de algum acidente. Em troca, os EUA retiraram a cláusula de rastreamento do acordo.

"Estou contente que seis anos após termos assinado o acordo bilateral, agora seguimos rumo a uma cooperação comercial consistente com nossas leis e obrigações legais internacionais", afirmou o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi.

Energia solar na Índia

Obama ofereceu ainda ajuda financeira à Índia na busca do país para alcançar uma ambiciosa meta de energia solar e pediu o apoio de Modi nas negociações sobre o clima durante encontro da ONU que ocorrerá em Paris, em dezembro deste ano.

Terceiro maior emissor de gases do efeito estufa no mundo, a Índia tem se mostrado bastante resistente em firmar compromissos frente a metas de emissão sob a justificativa de que elas podem inibir o crescimento econômico do país, essencial para tirar milhões de indianos da pobreza. Modi afirma que o país optou por expandir sua capacidade de produzir energia renovável e reduzir a dependência de fontes poluentes.

Indien Michelle Obama und Barack Obama Ankunft in Neu Delhi 25.01.2015

Primeiro-ministro indiano Narendra Modi quebra protocolo e recebe Obama e a esposa Michelle logo após desembarque em Nova Déli

"Apoiamos a ambiciosa meta por energia solar da Índia e permanecemos dispostos a acelerar esta expansão com financiamentos adicionais", afirmou Obama durante uma entrevista coletiva ao lado de Modi em Nova Déli.

A Índia pretende investir 100 bilhões de dólares nos próximos sete anos no intuito de impulsionar em até 33 vezes a capacidade de energia solar do país, chegando a 100 mil megawatts.

O Banco de Importação e Exportação dos EUA, agência oficial de créditos do governo americano, oferecerá financiamento de projetos em energia solar no valor de 1 bilhão de dólares a empresas que queiram importar equipamento dos Estados Unidos.

Quebra de protocolo

Em um encontro considerado simbólico, Barack Obama e Narendra Modi fizeram questão de mostrar afinidade e parceria neste primeiro dos três dias de visita do chefe de governo americano ao país asiático. Modi, que já teve visto negado para entrada nos Estados Unidos, quebrou o protocolo e recebeu o chefe de governo americano e a esposa Michelle com um abraço assim desembarcaram em Nova Déli.

A viagem de Obama será interrompida mais cedo do que a agenda prevista anteriormente pela Casa branca. Na terça-feira, o presidente embarca para a Arábia Saudita a fim de levar condolências ao país pelo falecimento do rei Abdullah, na sexta-feira última.

MSB/rtr/dpa/afp/ap

Leia mais