1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Árbitro acusado de manipular resultados é condenado à prisão

Protagonistas do maior escândalo do futebol alemão nos últimos 30 anos levam penas que vão de 12 meses a dois anos e cinco meses de cadeia. Manipulação de resultados causou prejuízo de dois milhões de euros.

default

Hoyzer pega dois anos e cinco meses de cadeia

O árbitro alemão Robert Hoyzer foi condenado a dois anos e cinco meses de prisão por ter manipulado 11 jogos, inclusive algumas partidas da Primeira Divisão do futebol alemão. A senteça foi proferida nesta quinta-feira (17/11) pelo Tribunal Regional de Berlim.

Hoyzer, de 26 anos, confessou os crimes e colaborou com a Justiça na apuração do escândalo. A sentença surpreendeu observadores do julgamento, uma vez que a Promotoria Pública havia pedido cumprimento de pena em liberdade condicional para o árbitro.

O ex-colega de Hoyzer, Dominik Marks, fica um ano e seis meses em liberdade condicional. Os outros envolvidos no escândalo, integrantes da máfia das apostas, também foram punidos.

Ante Sapina vor Gericht

Ante Sapina, um dos mentores do escândalo das apostas

Ao croata Ante Sapina, foi imposta pena de dois anos e onze meses de reclusão. Os irmãos de Ante, Milan e Filip, foram condenados a 16 e 12 meses de pena condicional respectivamente.

As setenças ainda não estão em vigor. Os advogados de Hoyzer e Ante Sapina anunciaram que entrarão com recurso no Superior Tribunal Federal, em Leipzig.

Regime semi-aberto?

A juíza Gerti Kramer não descartou a possibilidade de Hoyzer e Sapina poderem cumprir a pena em regime semi-aberto. Isso permitiria, por exemplo, que os dois trabalhassem fora da cadeia. "Eles têm chances de encurtar a pena, caso se comportem bem", admitiu Kramer.

Segundo o Ministério Público, houve tentativa de manipulação de 23 jogos nas ligas regionais, na Primeira Divisão, na Copa da Alemanha e em amistoso da Primeira Divisão turca. Hoyzer teria recebido 67 mil euros e Marks, 36 mil euros, para fraudar resultados.

O prejuízo causado pelo maior escândalo dos últimos 30 anos no futebol alemão é estimado em mais de dois milhões de euros. Hoyzer está proibido de apitar.

A Federação Alemã de Futebol (DFB) anunciou que, depois de concluído o processo criminal, dará início a um processo civil para recuperar, por exemplo, as indenizações milionárias pagas ao Hamburgo, um dos clubes prejudicados pela corrupção da arbitragem.

Leia mais

  • Data 17.11.2005
  • Autoria (mp /gh)
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://p.dw.com/p/7TW7
  • Data 17.11.2005
  • Autoria (mp /gh)
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://p.dw.com/p/7TW7