1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Água potável alemã tem excelente qualidade

Os alemães podem beber sem medo a água que sai da torneira. Em algumas cidades, como Colônia, a qualidade da água é tão boa que dispensa qualquer tratamento adicional.

default

Água de beber...

O alemão consome em média 130 litros de água por dia. Deste volume, 32% são gastos na descarga do banheiro e 31% no banho de chuveiro ou banheira. Apenas 5% do consumo diário de água é usado para cozinhar ou saciar a sede.

Ferver a água antes de beber não é uma prática corriqueira na Alemanha, embora algumas pessoas tenham receio de utilizá-la diretamente da torneira. Um exemplo é Brigitte Colombo, dona de um restaurante em Colônia.

"Eu não bebo água da torneira porque o sabor não me agrada. Pessoalmente, é uma questão de gosto. No meu restaurante ninguém consome água de torneira porque não confio necessariamente na higiene e como proprietária sou responsável por meus clientes."

Já Christoph Preuss nem pensa duas vezes. Quando recebe visitas, oferece em bonitas jarras a água fresquinha retirada da torneira. Ele tem certeza da qualidade da água. E não é para menos. Preuss é porta-voz da GEWRheinEnergie, de Colônia, empresa responsável pelo fornecimento de água nesta metrópole renana.

Não vem do rio

Ao contrário do que muitos pensam, a água que abastece Colônia não é retirada do Rio Reno. A maior parte é bombeada de poços de aproximadamente 25 metros de profundidade localizados nas cercanias da cidade. A grande vantagem desta água é que ela já sai limpa e filtrada, graças à ação natural da areia e do cascalho depositados no solo.

Com isso, a empresa concentra basicamente suas atividades na análise periódica da água e na manutenção técnica dos equipamentos de bombeamento e distribuição.

"A água que captamos vai direto para a central de tratamento, passando por um filtro de carvão ativo antes de ser armazenada em um grande reservatório. De lá, sem a adição de qualquer outra substância, a água é distribuída para a rede da cidade", explica Preuss, lembrando que a companhia possui instalações para desinfetar a água que estão desativadas há anos por serem desnecessárias tanto do ponto de vista biológico quanto químico. A água potável de Colônia dispensa até o cloro.

Responsabilidade limitada

O porta-voz da GEWRheinEnergie frisa que a empresa responde pela qualidade da água até sua chegada no encanamento das residências. O saneamento e a qualidade de toda a tubulação interna são de responsabilidade do proprietário do imóvel.

Muitas casas antigas foram construídas com canos de chumbo na Alemanha. Quando a água ficava acumulada nestes canos, o chumbo se diluía, afetando a pureza do líquido. "Preciso dizer que os canos de chumbo foram substituídos e são hoje uma raridade", atesta Preuss.

Água dura

A água alemã é conhecida por seu alto grau de alcalinidade, ou seja, ela é dura devido à elevada concentração de sais de cálcio e de magnésio. Preuss esclarece que tal peculiaridade não interfere na pureza da água. "Estas substâncias minerais são benéficas para o organismo humano."

O fato de esta água com o tempo deixar uma mancha branca em eletrodomésticos, como máquinas de lavar louça, roupas e até cafeteiras, é uma desvantagem que em nada interfere na saúde dos consumidores.

De acordo com análises oficiais, não apenas em Colônia, mas em toda a Alemanha, a qualidade da água potável já atingiu um padrão elevado, inclusive no Leste do país. Em outras palavras, os alemães podem beber sem medo a água que sai da torneira.

Leia mais