1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

À sombra do terror

O norte-americano Art Spiegelman, testemunha ocular da queda do WTC, registrou suas lembranças em cartoons, que serão publicados mensalmente pelo semanário alemão "Die Zeit".

default

Torres gêmeas em chamas nas HQ de Spiegelman

O ruído provocado pelo desmoronamento das torres do WTC ainda está mais que presente na memória de Spiegelman. Para o conhecido cartunista e ganhador do prêmio Pulitzer, ainda vai levar um tempo até que o "12 de setembro amanheça".

O nova-iorquino, que vive a alguns quarteirões do ground zero, afirma ter sentido, como nunca antes, "o medo da morte", principalmente quando corria em direção à escola onde sua filha estuda, nas proximidades do WTC.

Spiegelman descreve estas e outras experiências nos quadrinhos À Sombra de Nenhuma Torre, que começam com o susto levado pela família norte-americana, no momento em que o tédio da TV foi substituído pelas imagens das chamas. Um ano após o 11 de setembro, o trabalho de Spiegelman será publicado mensalmente pelo semanário alemão Die Zeit, em páginas inteiras durante um ano.

História bate à porta – O 11 de setembro foi, para o cartunista, um dia de reconhecimento. "Pela primeira vez, percebi como amava a minha Nova York e como nunca iria deixá-la, mesmo se tivesse que afundar com ela", resume Spiegelman. Isso fez, inclusive, com que o cartunista passasse a entender melhor a história de seus antepassados, judeus assassinados nos campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial.