1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

Uma "prenda de aniversário" para José Eduardo dos Santos

Bureau Político do MPLA enviou mensagem de parabéns ao Presidente cessante, José Eduardo dos Santos, e destacou a "vitória decisiva" que os eleitores angolanos acabam de dar ao partido. Oposição tem uma visão diferente.

O chefe de Estado angolano faz 75 anos esta segunda-feira, 28 de agosto, e o Bureau Político do partido no poder, o Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), enviou-lhe a habitual mensagem de parabéns.

Este é último aniversário de José Eduardo dos Santos como Presidente da República, depois de quase 38 anos no cargo.

"Neste momento de festa, o Bureau Político expressa a sua profunda gratidão por tão excelente trabalho realizado, em que deixa como legado uma Angola totalmente pacificada e reconciliada, numa altura em que os seus filhos acabam de dar, com base nos dados provisórios, mais uma vitória decisiva ao MPLA, o partido do coração do povo angolano, que acaba de vencer, convincentemente, as eleições gerais de 2017", lê-se na mensagem citada pela agência de notícias Lusa.

Em jeito de balanço, o Bureau Político elogiou ainda as "qualidades de patriota consequente [de José Eduardo dos Santos], que soube manter a soberania da pátria angolana", enfrentando "todas as invasões militares externas e as vergonhosas ingerências políticas de todo o tipo".

"A sua entrega invulgar à nobre causa da paz, da liberdade e do desenvolvimento de Angola é uma qualidade que o camarada presidente José Eduardo dos Santos, o arquiteto da paz, tem demonstrado ao longo da sua vida de militante e de dirigente político, característica que o tornou num excecional estadista, numa bandeira e num caminho a seguir", diz ainda a mensagem do Bureau Político.

Assistir ao vídeo 01:26

UNITA resultados provisórios são "falsos"

UNITA apresenta reclamação

Segundo os resultados provisórios divulgados pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola, o partido de José Eduardo dos Santos saiu vitorioso das eleições gerais de 23 de agosto, com cerca de 61% dos votos; a União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) ficou em segundo lugar com 26,7% dos votos. Mas a maior força da oposição afirma ter números diferentes.

Por isso, segundo a agência Lusa, o partido pediu à CNE que "cesse a divulgação dos resultados provisórios até que sejam sanadas as irregularidades constatadas" pelos representantes do partido e "que se abram os centros provinciais de escrutínio aos mandatários das candidaturas "para presenciarem o apuramento" dos votos, como estipula a lei eleitoral.

A UNITA apresentou oficialmente uma reclamação no domingo (27.08).

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados